Desenvolvimento de talentos: o que é e como fazer

desenvolvimento de talentos

Recrutar profissionais de qualidade não é suficiente para garantir o sucesso de uma empresa a longo prazo. Além disso, é preciso investir no desenvolvimento de talentos de maneira contínua para acompanhar as demandas e mudanças do mercado.

E mais: há urgência em lidar com essa questão. Segundo um levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Brasil investe apenas 1,3% do PIB em tecnologia e inovação. Já países como Coreia do Sul e Israel investem cerca de 5%.

Que tal conhecer as ferramentas para potencializar as habilidades do seu time? Neste artigo, você entenderá o que é e como fazer o desenvolvimento de talentos em sua gestão de pessoas.

O que é desenvolvimento de talentos?

O desenvolvimento de talentos é um conjunto de estratégias e práticas organizacionais focadas em aprimorar as habilidades e competências dos colaboradores. Esse é um trabalho que envolve oferecer oportunidades de aprendizado contínuo e expandir capacidades técnicas e comportamentais.

O objetivo é criar um time competente e bem treinado para lidar com as demandas do dia a dia e ir além delas. Aliás, essa prática vai além de apenas capacitar a mão-de-obra, já que se dedica a ver os colaboradores como indivíduos com potencial único.

Esse tipo de estratégia geralmente é conduzido pelo setor de RH. No entanto, pode também envolver outros gestores e líderes para alinhar o crescimento das equipes de acordo com os perfis comportamentais dos colaboradores.

15 competências futuro

Qual a importância de desenvolver talentos na empresa?

O desenvolvimento de talentos é essencial para manter os colaboradores atualizados com as novidades do setor. Isso, como consequência, aumenta a eficiência, produtividade e engajamento deles e de suas áreas de atuação como um todo.

Além disso, vale lembrar que o envolvimento com programas de desenvolvimento de talentos ajudam a fortalecer a satisfação no trabalho e o senso de pertencimento dos colaboradores. Assim, eles se tornam mais comprometidos com os objetivos da organização.

Há também reflexos positivos na forma como a empresa se apresenta no mercado. Esse tipo de iniciativa melhora a reputação dela, tornando-a mais atrativa para profissionais qualificados. Em paralelo, contribui para a retenção de talentos que ela já possui.

O desenvolvimento de talentos também promove a inovação e a criatividade ao incentivar os colaboradores a aprenderem e desenvolverem novas ideias. Com isso, as suas equipes ficam mais preparadas para enfrentar desafios futuros do seu setor.

Quais são os tipos de talentos em uma empresa?

Uma das etapas mais importantes para o desenvolvimento de talentos em uma empresa envolve identificar quais são eles. Por mais que existam múltiplas áreas de atuação, alguns se destacam por sua importância transversal e impacto positivo em diversos setores.

Veja quais são os principais tipos de talentos e seus diferenciais:

Liderança

A liderança é a capacidade de inspirar, motivar e guiar uma equipe para alcançar objetivos comuns. Bons líderes são fundamentais para o sucesso organizacional, já que conduzem o trabalho e ajudam a criar um ambiente de crescimento contínuo e inovação.

Criatividade

A criatividade é um talento que se manifesta na capacidade de gerar ideias inovadoras e encontrar soluções únicas para os problemas do dia a dia. Colaboradores criativos são capazes de impulsionar a inovação e manter a empresa competitiva com suas respostas aos desafios enfrentados.

Tomada de decisão

O talento para tomada de decisão envolve a habilidade de analisar informações, considerar os vários caminhos possíveis e escolher aquele que é mais eficaz. As pessoas com essa característica são essenciais em posições de liderança e gestão, onde precisam fazer escolhas rápidas e informadas.

Resiliência

A resiliência é a capacidade de se manter produtivo e positivo diante de desafios e adversidades. Colaboradores resilientes são capazes de lidar com o stress e a pressão, adaptando-se rapidamente a mudanças e recuperando-se de contratempos.

Pensamento estratégico

O pensamento estratégico é a habilidade de planejar com uma visão de longo prazo, antecipando tendências e preparando a empresa para o futuro. Assim, conseguem analisar o presente e prever cenários futuros, criando estratégias e planos de ação competitivos.

Quais os principais desafios no desenvolvimento de talentos?

O processo de desenvolvimento de talentos traz consigo alguns aspectos desafiadores que precisam ser considerados para garantir o sucesso desse tipo de iniciativa. Ao se familiarizar com eles, é possível mitigá-los e evitar que sejam um problema.

Conheça abaixo quais são os principais desafios a serem enfrentados como parte do desenvolvimento de talentos:

Identificar os talentos internos

Encontrar e reconhecer colaboradores com potencial dentro da organização é essencial, mas pode ser difícil se os gestores não têm um contato próximo com todos os funcionários.

Obter os recursos necessários

Disponibilizar recursos adequados e oportunidades de aprendizado contínuo pode ser limitado pelo orçamento e outras restrições. Sem o suporte necessário, os programas de desenvolvimento podem ser mal implementados ou não atingir seus objetivos.

Personalizar o processo

Criar planos de desenvolvimento específicos para cada colaborador requer uma compreensão profunda de suas necessidades, aspirações e pontos fortes. Sem isso, eles correm o risco de serem genéricos e não atenderem ao que as equipes precisam.

Mensurar impactos precisamente

Pode ser difícil de medir o impacto dos programas de desenvolvimento nas habilidades e desempenho dos colaboradores. Sem métricas claras e ferramentas de avaliação, o RH pode ter dificuldade em justificar os investimentos feitos nessa área.

Como desenvolver talentos na empresa?

Estar ciente da importância e dos desafios do desenvolvimento de talentos são passos essenciais para colocar essa iniciativa entre as prioridades da sua empresa. Agora, resta conhecer as etapas fundamentais para concretizá-la.

A seguir, confira tudo o que você precisa fazer para desenvolver talentos na sua organização de maneira efetiva:

Conheça sua equipe

Cada colaborador possui habilidades únicas que não são totalmente aproveitadas nas atribuições diárias. Voltar a sua atenção para conhecer as competências individuais deles possibilita identificar talentos ocultos e potenciais que podem ser explorados.

Defina e acompanhe indicadores

Monitorar indicadores como aprendizagem, retenção de funcionários, produtividade e satisfação do colaborador é essencial para avaliar o desenvolvimento de talentos da sua empresa. No entanto, eles precisam ser acompanhados de perto para trazerem os benefícios esperados.

Realize treinamentos

Oferecer uma variedade de treinamentos específicos é fundamental para o desenvolvimento de talentos com foco nas necessidades e particularidades da equipe. Eles também ajudam na integração de novos colaboradores à cultura organizacional e ao ambiente de trabalho.

Implemente um PDI

O Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) é uma ferramenta para alinhar os objetivos individuais dos colaboradores aos objetivos organizacionais. Com isso, é possível identificar as habilidades atuais e as áreas de desenvolvimento necessárias para cada colaborador, além de monitorar o progresso deles.

Ofereça feedbacks objetivos

Feedbacks regulares e construtivos são fundamentais para engajar os colaboradores, reconhecer suas conquistas e identificar áreas para desenvolvimento. Além de ajudar a fortalecer o relacionamento com eles, serve de motivação para progredirem ainda mais.

Priorizar o desenvolvimento de talentos significa investir no futuro da empresa, capacitando colaboradores para enfrentar desafios e inovar. Além de ser essencial para manter a competitividade no mercado, também beneficia a retenção e atrai ainda mais gente capacitada para o seu time. Então, comece já a planejar a sua abordagem!

E não se esqueça de elaborar um Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) para realizar o desenvolvimento de talentos na sua equipe. Saiba como criar um PDI com nosso guia completo!

pdi guia

just in time

Just in time: o que é, objetivos e exemplos

Just in time (JIT) é uma estratégia de gerenciamento de produção que busca otimizar processos, minimizar desperdícios e elevar a eficiência operacional.  Desenvolvido pela Toyota, o JIT revolucionou a forma como as empresas gerenciam estoques e produção, ajustando a fabricação

Inovação em serviços: o que é, importância e exemplos

Quando a concorrência se intensifica e as exigências dos consumidores aumentam, o caminho que as empresas têm para sobreviver é a inovação em serviços. Afinal, a capacidade de se adaptar e oferecer algo único e valioso é o que diferencia

Encontre materiais e conteúdos da FRST