Gerenciamento da rotina: o que é e como implementar?

gerenciamento da rotina

O trabalho de toda empresa pode ser resumido o que ela faz no seu dia a dia e de quais maneiras aborda isso. Então, é natural que o gerenciamento da rotina tenha uma grande importância no sucesso de qualquer iniciativa.

Se a sua organização busca operar de forma produtiva e consistente, o gerenciamento da rotina oferece a estrutura necessária para alcançar esse objetivo. Mas, para isso, é necessário se familiarizar com esse conceito e os seus principais requisitos.

Quer saber mais? Então, confira este artigo para entender o que é gerenciamento da rotina e como implementá-lo em sua gestão.

O que é gerenciamento da rotina?

O gerenciamento da rotina é um conjunto de práticas e métodos que visam garantir que as atividades diárias de uma empresa sejam realizadas de forma eficiente e de acordo com seus objetivos. Esse trabalho inclui o planejamento, a organização, a liderança e o controle das tarefas.

Nesse contexto, o mais importante é que os colaboradores possam desempenhar suas funções de maneira satisfatória enquanto conseguem enfrentar as adversidades típicas do ambiente corporativo. Como resultado, aumenta a eficiência dos processos e diminuem os desperdícios.

Sem se preocupar com o gerenciamento da rotina, uma empresa pode sofrer com diferentes problemas inesperados por não ter ferramentas para lidar com eles. Por conta disso, é um elemento vital para manter a operação em bom funcionamento e alinhada com seus objetivos estratégicos.

Um resumo do livro “Gerenciamento da rotina do trabalho do dia a dia”, de Vicente Falconi

No livro “Gerenciamento da rotina do trabalho do dia a dia”, o autor Vicente Falconi argumenta que uma empresa bem-sucedida opera principalmente em condições normais, gerando valor, em vez de lidar constantemente com problemas que apenas geram custos.

Para isso, é necessária a sustentação de quatro pilares: padronização de processos, eliminação de anomalias, monitoramento e manutenção de resultados, e melhoria contínua. Também é importante monitorar suas métricas de sucesso usando metodologias como o Ciclo PDCA.

Qual a relação do gerenciamento da rotina com a melhoria contínua?

O gerenciamento da rotina e a melhoria contínua são elementos fundamentais para a eficiência e o desenvolvimento organizacional. Enquanto o primeiro estabelece os processos que garantem estabilidade nas operações diárias, a segunda busca aprimorá-los ao longo do tempo.

Nesse contexto, a mensuração e análise de dados desempenham um papel essencial, já que permitem obter diagnósticos precisos sobre a performance operacional. Com isso, é possível implementar ajustes específicos e direcionados.

Outro ponto importante da relação do gerenciamento da rotina com a melhoria contínua se refere ao estabelecimento de um ciclo de feedback contínuo. Depois, esse ciclo continua a partir de feedbacks focados em validar a eficácia das mudanças implementadas.

Quais são os principais benefícios ao implementar o gerenciamento da rotina?

Implementar o gerenciamento da rotina é essencial para qualquer empresa que deseja otimizar seus processos. Isso tende a gerar diferentes vantagens para organizações em vários segmentos.

Que tal conferir alguns exemplos? A seguir, veja quais são os principais benefícios ao implementar o gerenciamento da rotina:

Melhora da produtividade

O gerenciamento da rotina permite a redução de desperdícios de tempo e recursos, resultando em maior eficiência operacional. Afinal, as equipes passam a contar com objetivos claros e etapas bem definidas, o que possibilita realizar suas tarefas da melhor maneira e aumenta a produtividade.

Identificação de gargalos

Pode ser que existam problemas ocultos nos seus processos que estejam impactando negativamente a sua empresa. Com indicadores de performance específicos, o gerenciamento da rotina permite identificar esses pontos críticos e implementar melhorias direcionadas.

Mais previsibilidade

Uma rotina estruturada proporciona aos gestores uma visão clara dos processos. Isso facilita a definição de metas realistas e alcançáveis, melhorando a precisão nas projeções de resultados e a capacidade de elaborar bons planejamentos.

Como implementar o gerenciamento da rotina?

Agora que você já conhece as vantagens de contar com um bom gerenciamento da rotina na empresa, resta entender como implementá-lo de forma eficaz. Afinal, o seu sucesso depende de uma abordagem que faça sentido para a sua organização.

A seguir, confira os passos necessários para adotar o gerenciamento da rotina:

Utilize o Ciclo PDCA

O Ciclo PDCA é uma metodologia de melhoria contínua de processos. Ele se baseia em cada uma das fases destacadas em sua sigla: Plan, Do, Check e Act.

Na fase de planejamento (Plan), onde você deve identificar problemas, analisar causas e desenvolver planos de ação. Em seguida, implemente as ações planejadas na fase de execução (Do).

Durante e após a implementação, utilize a fase de verificação (Check) para monitorar resultados e KPIs, fazendo ajustes conforme seja preciso. Enfim, na fase de ação (Act), avalie os resultados e institucionalize as práticas bem-sucedidas, reiniciando o ciclo.

Equilibre esforço e tempo

O gerenciamento da rotina requer estimativas precisas do tempo necessário para a realização de cada tarefa antes de iniciá-las. Assim, a carga de trabalho delegada pode ser mais realista e viável para a empresa.

Experimente utilizar ferramentas de apontamento de horas, onde os colaboradores registram o tempo gasto em cada atividade. Com isso, é possível ajustar os planos e distribuir o trabalho de maneira equilibrada, evitando sobrecarga e melhorando a produtividade.

Adote o método Kanban

O Kanban é uma ferramenta visual poderosa para gerenciar a rotina de trabalho. Com ele, as equipes podem visualizar facilmente o status das suas atividades, facilitando o monitoramento do progresso e a identificação de gargalos.

Para começar, crie um quadro com colunas que representam os diferentes estados das tarefas, como “a fazer”, “em andamento” e “concluído”. A partir daí, utilize cartões para representar cada tarefa e mova-os entre as colunas conforme evoluem. Também existem ferramentas online que trazem essa funcionalidade, o que é ideal para times remotos.

Conte com a ajuda da tecnologia

Já que falamos de plataformas online acima, vale a seguir com o tema: existem diversas ferramentas tecnológicas que contribuem para um gerenciamento de rotina eficiente.

Por exemplo, softwares como Trello, Asana e Monday.com oferecem funcionalidades de Kanban online, onde é possível visualizar e gerenciar tarefas em um quadro virtual. Já o Toggl é excelente para o apontamento de horas, permitindo que os colaboradores registrem o tempo gasto em cada atividade com facilidade.

Vale a pena avaliar quais são as necessidades específicas dos seus processos e buscar por ferramentas que as atendam de forma exclusiva.

Treine e desenvolva a equipe

Também é necessário investir no treinamento e desenvolvimento contínuo das equipes para que todos estejam capacitados a aprimorar o gerenciamento da rotina.

Para isso, experimente oferecer workshops, cursos e sessões de treinamento que abordem as melhores práticas de gestão de tempo, uso de ferramentas tecnológicas e metodologias ágeis. Esses são ótimos caminhos para tornar o time mais eficiente, resiliente e capaz de enfrentar desafios com criatividade e confiança.

Como você viu, o gerenciamento da rotina é um elemento fundamental para qualquer organização ter uma base operacional robusta. Por meio dele, é possível maximizar o seu potencial de desempenho e cultivar uma cultura de melhoria contínua.

Para um gerenciamento eficaz, é preciso ter metas bem definidas e direcionadas. Saiba como definir e desdobrar metas com nosso ebook exclusivo!

definir desdobrar metas

just in time

Just in time: o que é, objetivos e exemplos

Just in time (JIT) é uma estratégia de gerenciamento de produção que busca otimizar processos, minimizar desperdícios e elevar a eficiência operacional.  Desenvolvido pela Toyota, o JIT revolucionou a forma como as empresas gerenciam estoques e produção, ajustando a fabricação

Inovação em serviços: o que é, importância e exemplos

Quando a concorrência se intensifica e as exigências dos consumidores aumentam, o caminho que as empresas têm para sobreviver é a inovação em serviços. Afinal, a capacidade de se adaptar e oferecer algo único e valioso é o que diferencia

Encontre materiais e conteúdos da FRST