Gestão da qualidade: o que é, pilares e importância

gestão da qualidade

Garantir a qualidade dos produtos e serviços é certamente um diferencial importante em um mercado tão competitivo. No entanto, existem maneiras de implementar práticas e processos para que a excelência seja sustentável, por isso adotar a gestão da qualidade é essencial.  

Neste artigo, vamos explorar com maior profundidade este conceito, seus objetivos e pilares, ressaltando porque esta prática é tão importante para aumentar a eficiência e a satisfação do cliente, entre outros benefícios, e conduzir organizações em uma jornada de melhoria contínua. Acompanhe a leitura!  

O que é gestão da qualidade? 

A gestão da qualidade é um sistema estruturado de procedimentos, políticas e processos adotados por uma empresa para garantir que seus produtos ou serviços atendam consistentemente aos padrões de excelência desejados.  

Ela envolve a coordenação de atividades e recursos, incluindo planejamento, controle, garantia e melhoria contínua da qualidade. 

digital business mindset

Qual é a função da gestão da qualidade em uma empresa? 

A função da gestão da qualidade em uma empresa é garantir que os produtos ou serviços oferecidos atendam ou excedam consistentemente as expectativas dos clientes e os requisitos regulatórios, enquanto também busca otimizar os processos internos para alcançar eficiência operacional.  

Ou seja, a gestão da qualidade não tem um foco somente no produto ou serviço final entregue ao cliente.  

Acima de tudo, ela tem um compromisso com a cultura da melhoria contínua, de modo a atingir a excelência e oferecer a melhor experiência possível de ponta a ponta, para todos os stakeholders.  

Quais são os pilares da gestão da qualidade? 

Os pilares da gestão da qualidade são fundamentos essenciais que sustentam sua abordagem e a prática em uma empresa. Saiba mais sobre eles a seguir. 

1. Foco no cliente 

Esse pilar fala sobre colocar o cliente no centro de todas as atividades da empresa, entendendo suas necessidades, expectativas e feedbacks para garantir sua satisfação e fidelidade. 

2. Liderança 

É um valor da gestão de qualidade que ressalta o comprometimento da liderança em estabelecer uma cultura de qualidade, definindo objetivos claros, provendo recursos necessários e liderando pelo exemplo para engajar toda a organização na busca pela excelência. 

3. Melhoria contínua 

O pilar da melhoria contínua ressalta o comprometimento da gestão da qualidade com a busca incessante pelo aprimoramento em todos os aspectos da organização, incentivando a inovação, a criatividade e a eliminação de desperdícios em processos, produtos e serviços. 

4. Decisão baseada em fatos 

Esse princípio fala sobre a utilização de dados e análises objetivas para embasar as decisões, promovendo a transparência, a confiabilidade e a eficácia na resolução de problemas e na identificação de oportunidades de melhoria. 

5. Gestão de relacionamento 

Estabelecimento de parcerias sólidas e colaborativas com fornecedores, clientes e outros stakeholders é um princípio importante da gestão da qualidade, que visa promover uma cooperação mútua para atingir objetivos comuns e promover a qualidade em toda a cadeia de valor. 

6. Gerenciamento por processos 

A gestão da qualidade também reforça a adoção de uma abordagem orientada a processos, onde estes são identificados, compreendidos, monitorados e melhorados continuamente para maximizar a eficiência e a eficácia organizacional. 

7. Engajamento das pessoas 

Neste princípio, temos o incentivo à participação ativa, ao desenvolvimento pessoal e à valorização dos colaboradores, reconhecendo seu papel fundamental na consecução dos objetivos de qualidade e promovendo um ambiente de trabalho positivo e colaborativo. 

Em quais áreas a gestão da qualidade atua? 

A gestão da qualidade atua em diversas áreas dentro de uma organização, desde a produção e entrega de produtos ou serviços até a gestão estratégica. Essencialmente, seus princípios e pilares podem ser adotados em qualquer área para trazer mais eficiência e alinhamento.  

As áreas de produção e operações, por exemplo, se beneficiam com processos alinhados com os padrões de qualidade estabelecidos, uma vez que esses colaboram para que os resultados atendam às especificações e expectativas dos clientes. 

Outro exemplo que podemos pensar é a gestão de processos. Identificar, mapear e otimizar as atividades organizacionais com base em práticas de gestão de qualidade ajudam a melhorar a eficácia dos produtos ou serviços, especialmente com o suporte de abordagens como Seis Sigma, Lean e Kaizen. 

Uma área igualmente importante é a gestão de riscos e conformidade. A gestão da qualidade é implementada para avaliar e mitigar os riscos e garantir compliance com normas, regulamentos e padrões em todas as áreas de operação. 

Esses foram alguns exemplos, mas a lógica da gestão da qualidade pode e deve perpassar toda a organização e suas áreas, trazendo ganhos em termos de resultado e eficiência.  

Qual a importância da gestão da qualidade para empresas? 

Como vimos, a gestão da qualidade entrega diversos benefícios para empresas relacionados a melhoria contínua e a eficiência.   

Adotar essa prática é fundamental não somente para trazer mais satisfação para clientes, colaboradores e pessoas envolvidas, como também ter operações mais padronizadas e produtivas.  

Quanto maior a padronização, maior também é o controle e a visibilidade, uma vez que é possível ter um conhecimento profundo do fluxo de tarefas e saber exatamente como tudo acontece, evitando erros e falhas.  

Com isso, empresas podem sentir uma melhora significativa nos resultados e ganhos como:  

Reforço de marca 

Empresas que mantêm altos padrões de qualidade constroem uma reputação positiva no mercado, o que pode diferenciá-las da concorrência e atrair novos clientes. Uma reputação forte pode ser um dos ativos mais valiosos de uma empresa. 

Redução de custos 

Investir na gestão da qualidade pode levar a uma redução nos custos operacionais devido à diminuição de retrabalho, desperdício de materiais e reclamações de clientes. Processos eficientes e consistentes resultam em menor desperdício de recursos. 

Mais inovação e competitividade 

Empresas que se destacam pela qualidade frequentemente são líderes em inovação. A busca pela excelência na qualidade estimula a criatividade e a busca por soluções inovadoras, permitindo que as empresas se mantenham competitivas.  

Ao estabelecer uma cultura organizacional centrada na excelência, a gestão da qualidade potencializa o envolvimento dos vários stakeholders de uma empresa, além de contribuir para a criação de uma base sólida para o crescimento.  

Por isso, investir na gestão da qualidade se destaca por ser uma estratégia inteligente, e também uma necessidade para empresas que buscam acompanhar o dinamismo do mercado.

Além disso, ter um mindset ágil é essencial para líderes que querem trazer um crescimento sustentável para o negócio. Saiba mais em nosso ebook exclusivo!

banner blog mindset agil

just in time

Just in time: o que é, objetivos e exemplos

Just in time (JIT) é uma estratégia de gerenciamento de produção que busca otimizar processos, minimizar desperdícios e elevar a eficiência operacional.  Desenvolvido pela Toyota, o JIT revolucionou a forma como as empresas gerenciam estoques e produção, ajustando a fabricação

Inovação em serviços: o que é, importância e exemplos

Quando a concorrência se intensifica e as exigências dos consumidores aumentam, o caminho que as empresas têm para sobreviver é a inovação em serviços. Afinal, a capacidade de se adaptar e oferecer algo único e valioso é o que diferencia

Encontre materiais e conteúdos da FRST