Indústria 4.0: o que é, tecnologias e impactos

Assim como diversos mercados estão passando por rápidas transformações nos últimos anos graças à evolução tecnológica, a indústria também está se reinventando. Com a chegada da Indústria 4.0, surgem novas formas de gestão para alcançar níveis de eficiência, automação e integração nunca antes imaginados.

Então, para se manterem competitivas neste novo cenário industrial, as empresas precisam implementar as mudanças que fazem sentido para aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes. O primeiro passo para isso é se familiarizar com essa tendência.

Neste artigo, você conhecerá o que é e quais as principais características da indústria 4.0. Confira!

O que é indústria 4.0?

A indústria 4.0 é uma evolução na manufatura que combina automação avançada com tecnologia da informação. Antes ela era centrada na mão de obra manual, mas agora utiliza máquinas altamente autônomas e eficientes para realizar as suas atividades.

Por exemplo, robôs realizam desde tarefas simples até operações complexas, impulsionados por algoritmos que processam dados em tempo real. Isso torna a produção mais inteligente, rápida e precisa, reduzindo a dependência de intervenção humana constante.

Como consequência, essa transformação aumenta a eficiência industrial enquanto redefine o papel dos humanos, focando mais em supervisão e inovação.

digital business mindset

Quais são as características da indústria 4.0?

O conceito de indústria 4.0 se consolidou graças às novidades que ela traz para o segmento que até então não eram tão difundidas. Ao entender o valor de cada uma, é possível enxergar como se trata de uma revolução no setor.

Conheça abaixo quais são os principais exemplos de tecnologias:

Descentralização da produção

Com máquinas inteligentes que operam de forma autônoma, os trabalhadores podem focar em tarefas mais estratégicas e criativas.

Customização avançada

Agora é possível produzir produtos de forma mais flexível e personalizada, atendendo melhor às necessidades dos clientes.

Interconexão de dispositivos

Máquinas e sistemas estão interligados e conseguem trocar informações entre si, otimizando o fluxo de trabalho e a eficiência operacional.

Virtualização e digitalização

Sensores e dados são usados para criar modelos virtuais das operações de fabricação. Isso facilita o gerenciamento e o aprimoramento dos processos remotamente.

Software como Serviço (SaaS)

Programas e ferramentas de software essenciais para a produção são hospedados na nuvem, permitindo acesso flexível e atualizações automáticas.

Quais são os pilares da indústria 4.0?

Além de conhecer as características da indústria 4.0, também vale a pena se familiarizar com os pilares desse conceito. Afinal, eles são a base de sustentação de toda essa tendência.

A seguir, confira quais são os pilares e qual a importância de cada um deles:

Big Data e análise de dados

Na era da Indústria 4.0, Big Data e sistemas avançados de análise de dados são essenciais. Com eles, é possível coletar enormes volumes de informações de diferentes fontes industriais para otimizar processos, detectar falhas em tempo real e melhorar a eficiência operacional.

Robôs autônomos

Robôs autônomos representam um dos pilares, indo além da simples automação. Eles operam de maneira inteligente e independente, interagindo com outros sistemas sem necessidade de supervisão humana direta, reduzindo custos e aumentando a produtividade.

Impressão 3D

A impressão 3D é uma tecnologia central na Indústria 4.0, revolucionando a manufatura com sua capacidade de produzir peças complexas, protótipos e componentes personalizados.

Computação em nuvem

A computação em nuvem proporciona escalabilidade, rapidez e acesso remoto a recursos computacionais. Isso permite a integração de sistemas, o processamento em tempo real de grandes volumes de dados e o suporte a operações industriais em diferentes escalas.

Internet das Coisas (IoT)

A IoT conecta máquinas, dispositivos e sistemas industriais por meio de sensores e redes, permitindo a coleta contínua de dados e a comunicação entre diferentes componentes de uma planta industrial. Assim, é possível realizar monitoramentos em tempo real, análises preditivas e otimizar processos.

Quais são os desafios da indústria 4.0 no Brasil?

Mesmo sendo uma tendência crescente, a indústria 4.0 ainda enfrenta alguns desafios no Brasil que impactam diretamente seu avanço tecnológico e econômico.

Um dos principais obstáculos é a escassez de mão de obra qualificada. Com cada vez mais demanda por habilidades em tecnologias avançadas, como automação e robótica, há uma necessidade urgente de investir em programas de treinamento e capacitação.

Outro desafio importante se refere à conectividade. A infraestrutura de dados no Brasil ainda apresenta deficiências que afetam diretamente a integração de sistemas automatizados. Nesse contexto, a segurança cibernética também é uma preocupação.

Vale reforçar também como o alto custo da inovação pode ser um desafio para determinadas empresas. Comparado a outros países, inovar no Brasil é mais caro devido a esses fatores.

Melhores exemplos da indústria 4.0

A tendência da indústria 4.0 está se consolidando no Brasil, já sendo possível ver alguns grandes avanços e impactos positivos em várias áreas.

Conheça a seguir os principais exemplos no mercado brasileiro:

Renault

A montadora Renault trouxe a indústria 4.0 para sua fábrica brasileira com tecnologias como modelos digitais, realidade aumentada e o uso de robôs. Essas inovações contribuíram para um aumento na flexibilidade da produção, além de melhorarem a eficiência dos processos industriais das fábricas.

Natura

A marca de cosméticos Natura também incorporou soluções de indústria 4.0 em suas operações. Ela está utilizando sistemas de iluminação inteligente, ar condicionado controlado por IA, realidade aumentada e impressão 3D em embalagens. Assim, é possível reduzir custos e otimizar o atendimento à demanda.

Heineken

Na Heineken, a indústria 4.0 é integrada à gestão e aos valores da empresa. Ela usa a transformação digital para fortalecer sua cultura organizacional e melhorar a interação entre colaboradores, focando na sustentabilidade e na saúde das pessoas.

Bosch

A Bosch é uma das pioneiras no Brasil em adotar a indústria 4.0. Por exemplo, ela transformou suas fábricas usando tecnologia para conectar máquinas e sensores. Isso ajudou a otimizar processos e qualidade, além de reduzir custos.

Livros sobre indústria 4.0 para expandir seu conhecimento

Como este tema é algo em constante desenvolvimento e transformação, vale a pena buscar o máximo de referências possível para se atualizar. Felizmente, existem bons exemplos de literatura disponível para quem tem interesse em saber mais.

Conheça a seguir alguns livros sobre indústria 4.0 que você pode consultar para expandir seu conhecimento sobre esse assunto:

  • Indústria 4.0: Princípios básicos, aplicabilidade e implantação na área Industrial, de Paulo Samuel de Almeida, aborda os conceitos fundamentais da Indústria 4.0, essencial para estudantes e profissionais de manufatura e engenharia;
  • A caminho da Indústria 4.0, de Luciano Raizer Moura, explica de forma didática os fundamentos dessa tendência e as orientações para as empresas fazerem a transição;
  • A Quarta Revolução Industrial, de Klaus Schwab, fala sobre as mudanças que levaram ao cenário em que a indústria 4.0 se encontra atualmente, considerando eventos do passado e tendências para o futuro;

O conceito de indústria 4.0 é um exemplo de como a evolução tecnológica está transformando profundamente os processos desse setor. Com a perspectiva de evoluir ainda mais, esse novo cenário requer a atenção das empresas que queiram permanecer competitivas e aprimorar seus resultados continuamente.

E para se manter competitivo e gerando resultados no mercado de hoje, é preciso ter um mindset ágil. Saiba tudo sobre o tema com nosso ebook exclusivo!

banner blog mindset agil

just in time

Just in time: o que é, objetivos e exemplos

Just in time (JIT) é uma estratégia de gerenciamento de produção que busca otimizar processos, minimizar desperdícios e elevar a eficiência operacional.  Desenvolvido pela Toyota, o JIT revolucionou a forma como as empresas gerenciam estoques e produção, ajustando a fabricação

Inovação em serviços: o que é, importância e exemplos

Quando a concorrência se intensifica e as exigências dos consumidores aumentam, o caminho que as empresas têm para sobreviver é a inovação em serviços. Afinal, a capacidade de se adaptar e oferecer algo único e valioso é o que diferencia

Encontre materiais e conteúdos da FRST