Como e quando construir uma Cultura Ágil para sua organização

07/12/2023
cultura ágil

As organizações de todos os portes e segmentos estão passando, nos últimos anos, por mudanças profundas na sua gestão e muitas estão adotando a Cultura Ágil. 

Modelos consagrados criados por grandes empresas e disseminadas como regras definitivas, foram confrontados com novas experiências, novos modelos de negócios e regras de garagem. 

A velocidade da incorporação de novas tecnologias e do mundo digital nos colocaram no momento mais criativo e transformador, chamado de Nova Economia. 

A sobrevivência agora depende de uma cultura orientada a tecnologia, uma infraestrutura adequada e moderna, mentalidade de ecossistema que nos permitirá sair dos muros e olhar de forma diferente para parceiros e concorrentes, uma orientação inteligente aos dados, adoção do digital e por último um modelo de gestão ágil. 

Neste artigo, exploraremos o que é Cultura Ágil, sua importância, como construir uma organização orientada para a agilidade, o impacto da transformação ágil na cultura organizacional, o timing para iniciar essa mudança e como os valores ágeis influenciam a gestão de mudanças. 

O que é Cultura Ágil e por que é importante? 

A Cultura Ágil é uma abordagem que valoriza a colaboração, flexibilidade e resposta rápida às mudanças. Originada no desenvolvimento de software, essa mentalidade foi rapidamente adotada em diversos setores. 

Essa cultura promove equipes auto-organizadas, comunicação transparente e feedback contínuo. A agilidade se torna uma filosofia que permeia todos os aspectos da organização. 

Sua importância reside na capacidade de impulsionar a inovação, melhorar a entrega de produtos e serviços, e aumentar a satisfação dos clientes. 

A Cultura Ágil cria um ambiente propício para a adaptação a ambientes de negócios dinâmicos, onde a mudança é a única constante. 

Sobre o Manifesto Ágil 

Em 2001 um grupo de inquietos do setor de desenvolvimento de softwares se reuniram para discutir formas mais adaptativas de trabalho, culminando no lançamento do Manifesto Ágil. 

O manifesto tem como princípios a satisfação do consumidor, a simplicidade, a comunicação, a resposta às mudanças e a colaboração. 

Em um primeiro momento trouxe a metodologia ágil, que pode ser definida como um conjunto de técnicas e boas práticas que são implementadas durante a gestão de projetos com o objetivo de garantir maior agilidade e flexibilidade às etapas do processo. 

Esses fundamentos atualmente ganharam uma maior abrangência, transformando toda a organização. Para os historiados esse modelo foi ganhando espaço ao longo dos anos e remonta metodologias criadas séculos antes. 

Como construir uma organização orientada para a agilidade? 

Construir uma organização orientada pela Cultura Ágil envolve a criação de uma cultura e estrutura que permite à empresa se adaptar rapidamente às mudanças e às demandas do mercado, além de uma mentalidade customer centric. 

É uma filosofia onde lideranças e times auto-organizados avançam a um ritmo acelerado na busca de inovações e criação de valor, ultrapassando modelos de estrutura pesada, lentas, burocráticas e hierárquicas. 

Mas vamos com calma. Adotar a agilidade demanda planejamento adequado, estrutura, pessoas e aderência a cultura e ao modelo de negócios. 

Esses valores ágeis influenciam a gestão de mudanças ao promover uma mentalidade mais flexível, focada no cliente e centrada nas pessoas. 

A agilidade geralmente envolve a criação de equipes multifuncionais e autônomas, uma coleta regular de feedback dos envolvidos e a adaptação contínua das estratégias de mudança com base nas necessidades identificadas. 

Isso permite que a organização responda de forma mais eficaz às mudanças, minimize a resistência e alcance resultados mais alinhados com os objetivos e as necessidades dos colaboradores.

11 passos para construir uma organização ágil 

Alguns passos são fundamentais para construir uma organização orientada para a Cultura Ágil: 

  1. Defina uma visão clara: Comece definindo uma visão clara do que significa ser uma organização ágil. Isso pode envolver a definição de metas, valores e princípios que orientarão a transformação. 
  2. Envolva a liderança: A liderança é fundamental para a transformação ágil. É importante que os líderes entendam os princípios ágeis e estejam comprometidos com a mudança. Eles devem liderar pelo exemplo e apoiar a equipe na adoção de práticas ágeis. 
  3. Treine a equipe: Ofereça treinamento em metodologias ágeis, como Scrum, Kanban, Lean, e outras, para que a equipe compreenda os princípios e práticas ágeis. Isso pode envolver a contratação de treinadores ágeis ou a promoção de programas de treinamento internos. 
  4. Crie equipes autônomas: Organizações ágeis geralmente trabalham com equipes multifuncionais e autônomas. Dê às equipes a autoridade e a responsabilidade de tomar decisões e gerenciar seu próprio trabalho. 
  5. Adote processos ágeis: Implemente processos ágeis, como Scrum ou Kanban, para gerenciar o trabalho. Isso envolve a criação de quadros de tarefas, reuniões diárias de stand-up, sprints, retrospectivas, entre outros. 
  6. Cultive a colaboração: Promova uma cultura de colaboração e comunicação aberta. Isso inclui a colaboração entre equipes, compartilhamento de informações e feedback contínuo. 
  7. Aprenda com a experiência: Encoraje a experimentação e a aprendizagem contínua. Isso significa que a organização deve estar disposta a tentar coisas novas, aceitar falhas e aprender com elas. 
  8. Adapte-se às mudanças: Esteja disposto a se adaptar rapidamente às mudanças no mercado e às necessidades dos clientes. Isso pode envolver a flexibilidade na alocação de recursos e na priorização de projetos. 
  9. Promova a transparência: A transparência é essencial para uma organização ágil. Isso inclui compartilhar informações sobre o progresso do trabalho, impedimentos e desafios. A transparência ajuda a identificar problemas e tomar medidas corretivas. 
  10. Meça o progresso: Estabeleça métricas para acompanhar o progresso da transformação ágil e os resultados obtidos. Isso ajudará a identificar áreas que precisam de melhoria e a justificar o investimento na agilidade. 
  11. Esteja preparado para mudar a cultura: A transformação ágil muitas vezes requer uma mudança cultural significativa. Esteja disposto a desafiar normas e práticas antigas e a criar uma cultura que promova a agilidade. 

A transformação para uma organização orientada para a agilidade pode ser um processo desafiador e incremental. 

É importante que a liderança assuma a postura de mudar a si próprio e manter o compromisso com a mudança, além de estar disposto a adaptar a abordagem conforme necessário para atender às necessidades da sua organização e do mercado em constante transformação. 

Quando é o momento certo para iniciar a mudança para uma Cultura Ágil? 

A transição para uma Cultura Ágil não é uma jornada de curto prazo e deve ser cuidadosamente planejada. 

No entanto, identificar o momento certo para iniciar essa mudança é crucial. Geralmente, é aconselhável começar quando a organização enfrenta desafios significativos, como dificuldades na entrega de projetos, insatisfação do cliente ou a necessidade de maior inovação. 

Além disso, a liderança deve estar alinhada e comprometida com a mudança. A resistência à mudança pode ser um obstáculo significativo, por isso é essencial criar uma visão clara, comunicá-la efetivamente e envolver todos os níveis da organização. 

Como os valores Ágeis influenciam a gestão de mudanças? 

Os valores ágeis têm um papel crucial na gestão de mudanças. A transparência, por exemplo, é essencial para manter a confiança durante períodos de transformação. Comunicar abertamente os objetivos da mudança, os benefícios esperados e os desafios envolvidos cria um ambiente mais receptivo. 

A colaboração, outro valor central, promove a inclusão de todas as partes interessadas no processo de mudança. Ao envolver os funcionários em todas as fases, desde a concepção até a implementação, a resistência à mudança é reduzida, e as ideias inovadoras podem surgir de diferentes níveis hierárquicos. 

A adaptabilidade é crucial na gestão de mudanças, pois permite ajustes contínuos ao longo do processo. Isso implica reconhecer que os planos podem precisar ser ajustados com base no feedback e nas condições em constante evolução. 

O impacto da Cultura Ágil nas empresas 

Existem muitos casos de sucesso, como Amazon, Dell e Bosch. Mas também temos fracassos homéricos em organizações sem equilíbrio e com decisões equivocadas. 

Nesse momento o jeito errado produz resultados insatisfatórios, ira dos clientes e um clima organizacional caótico. 

Qualquer modelo deve ser cuidadosamente planejado, discutido e organizado, principalmente quando se trata de uma novidade que ainda não é bem compreendida pela liderança. 

Em uma empresa ágil, as decisões dos times devem ser rápidas e o time da liderança precisa ser inclusivo, promover comunicação constante, dar coaching e criar loops de aprendizado.  

A transformação ágil tem um impacto profundo na cultura da empresa, promovendo uma mentalidade de adaptação, velocidade, colaboração, aprendizado contínuo, resultados e aproximação com o cliente. 

Essas mudanças culturais podem ser essenciais para que a empresa seja mais competitiva e capaz de se adaptar às mudanças, alcançando metas e resultados numa velocidade incrível. No entanto, a mudança pode ser desafiadora e requer um compromisso a longo prazo de toda a organização. 

Se quiser continuar aprendendo sobre metodologias ágeis e como elas podem ajudar a escalar seu negócio, baixe gratuitamente nosso ebook Gestão de Projetos com Metodologia Ágil! Veja como transformar sua gestão com construção de fluxos de trabalho e otimização de processos!

Compartilhe

Receba conteúdos sobre times de alta performance direto no seu e-mail

Aproveite e leia também

Em um cenário empresarial dinâmico e desafiador, a capacidade de identificar e resolver problemas de forma eficaz é crucial para o sucesso

Em um mundo empresarial em constante evolução, a capacidade de adaptação é mais crucial do que nunca.  Nesta exploração aprofundada, embarcaremos em

Muito se comenta sobre metodologias ágeis e seu retorno para as organizações. E pelos comentários, podemos julgar que elas são a resolução

No contexto dinâmico do cenário profissional atual, a avaliação de desempenho não apenas se destaca como um procedimento padrão, mas se revela

Você já deve ter ouvido falar sobre profissional de alta performance no trabalho. Este profissional destaca-se por conseguir alcançar as metas e

Em um tempo de mudanças rápidas e imprevísiveis como o que vivemos, ficar estagnado não é uma opção. E, quando falamos em

A palavra “ética” vem sendo bastante usada em diversos contextos, desde lugares comuns até ambientes corporativos. Mas então, o que é ética

 A liderança é um componente essencial para o sucesso de qualquer organização, e em um mundo empresarial dinâmico, a abordagem de liderança

O mercado de trabalho moderno é dinâmico e altamente competitivo, exigindo que profissionais atualizem constantemente suas habilidades e competências.   No mundo acelerado

Em tempos de ciclos mais curtos a capacidade de se adaptar é crucial. Nesse cenário, o papel do Agile Coach ganha destaque,

O tema do segundo episódio desta temporada é “A era do aprendizado em escala” e quem vai conversar com a gente é

Está no ar o 6º e último episódio desta temporada do nosso podcast First Things FRST! ‍ Com o tema “Um olhar

O mundo vem se transformando de forma cada vez mais acelerada. Com a introdução de novas gerações no mercado de trabalho, e

Construa uma equipe de Alta Performance

A primeira e única plataforma onde o colaborador aprende enquanto performa e performa enquanto aprende

 

Encontre materiais e conteúdos da FRST