Liderança ambidestra: o que é e qual seu papel na inovação

24/04/2024

Liderança ambidestra é a resposta às demandas de um cenário mercadológico em constante mutação. 

À medida que as empresas enfrentam a necessidade de se adaptar e inovar continuamente, surge o desafio de equilibrar a exploração de novas oportunidades, com a otimização das operações existentes. É aqui que entra em cena a ambidestria. 

No contexto empresarial, essa abordagem é a habilidade de uma organização explorar as condições atuais e se aprimorar de acordo com o modelo de negócios vigente. E, paralelamente, redefinir esse modelo, rumo a desafios inovadores. 

Você está pronto para liderar sua equipe em direção a um futuro sustentável? 

Descubra como a liderança ambidestra pode transformar sua organização e prepará-la para as demandas que estão por vir!

O que é liderança ambidestra?

A liderança ambidestra é uma filosofia de gestão que busca equilibrar duas atividades aparentemente contraditórias: a exploração das competências existentes (“exploit”) e a exploração de novas oportunidades (“explore”). 

O termo “ambidestro” é comumente associado à habilidade de usar ambas as mãos com igual destreza. No entanto, essa noção foi extrapolada no século XX por diversos autores para o ambiente organizacional. 

Desde então, a ideia de ambidestria vem sendo integrada à capacidade das organizações de explorar eficientemente o que já conhecem, enquanto, simultaneamente, exploram novas capacidades. 

pipeline lideranca

Como ser um líder ambidestro?

Para se tornar um líder ambidestro, é essencial equilibrar a capacidade de explorar as competências da equipe ou organização e, ao mesmo tempo, buscar a inovação e a adaptação a novas circunstâncias. 

Uma maneira de alcançar isso é manter uma mentalidade aberta, receptiva a novas ideias e perspectivas, equilibrando uma visão estratégica que considere metas de curto prazo e objetivos de longo prazo.

É importante também investir, sincronicamente, em melhorias nas operações existentes e em iniciativas mais arriscadas, mantendo assim uma moderação saudável entre a eficiência e a preparação para o futuro.

Outro ponto fundamental é desenvolver uma cultura de aprendizado contínuo, incentivando o desenvolvimento pessoal e profissional da equipe, promovendo a busca ininterrupta pelo conhecimento. 

Além disso, é preciso citar que a flexibilidade e adaptabilidade são características-chave de um líder ambidestro. Ambas são necessárias para que sejam feitos ajustes conforme necessário para lidar rapidamente com eventuais mudanças mercadológicas.  

De maneira resumida, uma liderança ambidestra é aquela que possui a habilidade de gerenciar com excelência as atividades do dia a dia, otimizando processos e alcançando resultados consistentes, mas sem deixar de lado a busca por novas ideias. 

E o que é uma organização ambidestra?

Uma organização ambidestra é aquela que concilia a excelência operacional com a inovação disruptiva, navegando com maestria entre as demandas do presente e as oportunidades do futuro.

Essas empresas conseguem ao mesmo tempo:

  • Otimizar seus processos e atividades do dia a dia, alcançando alta performance e resultados consistentes;
  • Explorar novas ideias, tecnologias e modelos de negócio, buscando se reinventar e se manter à frente da concorrência.

Essa dualidade – considerada uma premissa básica para o mundo dos negócios no mundo de hoje – é fundamental para o sucesso em um ambiente em constante mudança. 

Afinal, a rigidez e a acomodação podem levar à obsolescência, enquanto a falta de foco na execução pode comprometer a competitividade.

Exemplos de empresas ambidestras

Existem várias empresas que são citadas como exemplos de organizações ambidestras, entre elas:

  • Apple: conhecida por sua capacidade de inovar, a empresa lançou produtos revolucionários que redefiniram épocas, como o iPhone, iPad e iPod. Ao mesmo tempo, a empresa é altamente eficiente em suas operações, mantendo uma base de clientes fiéis, maximizando seus lucros com produtos já existentes.
  • Google: a empresa explora constantemente novas oportunidades em diversas áreas como inteligência artificial e carros autônomos. Ao mesmo tempo, mantém um forte foco na otimização de suas operações principais, como o algoritmo de busca, publicidade online e serviços em nuvem.
  • Amazon: a organização é conhecida por sua cultura de inovação, que a levou a expandir seus negócios desde o e-commerce até serviços de computação em nuvem (AWS), dispositivos eletrônicos (Kindle) e entretenimento digital (Amazon Prime). Ao mesmo tempo, a empresa é altamente eficiente em suas operações logísticas e de distribuição, garantindo entregas rápidas e confiáveis aos seus clientes.
  • 3M: famosa por sua cultura de inovação, a 3M incentiva seus funcionários a gastar uma porcentagem de seu tempo em projetos de pesquisa e desenvolvimento. Isso levou a inúmeras inovações, desde o Post-it, até produtos de saúde e segurança, enquanto a empresa continua a otimizar suas operações na indústria.

Como funciona a liderança ambidestra na prática?

A liderança ambidestra não se trata de um conjunto de regras rígidas a serem seguidas, mas sim, de um conjunto de habilidades, comportamentos e práticas que devem ser desenvolvidas para navegar entre a eficiência operacional e a inovação disruptiva.

No dia a dia, isso se manifesta de diversas maneiras, como:

Gestão do tempo e prioridades

Um líder ambidestro dedica tempo tanto para as tarefas do dia a dia (reuniões, relatórios, acompanhamento de metas), quanto para atividades relacionadas à inovação, como pesquisa de tendências, brainstorming e visitas a startups, por exemplo.

Tomada de decisões

O líder ambidestro baseia suas decisões em dados e informações relevantes sobre o desempenho operacional e oportunidades de inovação.

Ele utiliza o pensamento crítico para analisar as situações e o pensamento criativo para gerar novas soluções e ideias.

Além disso, esse modelo de liderança exige assumir riscos calculados para investir em novas iniciativas, mas sempre considerando os potenciais benefícios e custos.

Cultura e valores

O líder ambidestro fomenta uma cultura de inovação na organização, valorizando a criatividade, a experimentação e o aprendizado contínuo.

Ele lidera e gerencia as mudanças, ajudando a equipe a se adaptar às novas realidades e a abraçar novas ideias.

Quais os benefícios da liderança ambidestra?

Os benefícios da liderança ambidestra para as empresas são inúmeros, com impactos positivos em diversos aspectos do negócio. 

Entre os principais, podemos citar:

Maior adaptabilidade e resiliência

Em um mundo em constante mudança, a capacidade de se adaptar rapidamente às novas realidades e desafios é essencial para a sobrevivência dos negócios.

Líderes ambidestros, por serem hábeis em equilibrar a eficiência operacional e a inovação, garantem que suas organizações estejam preparadas para lidar com as mudanças do mercado, novas tecnologias e disrupções competitivas.

Aumento da inovação e criatividade

A busca por inovação é essencial para que as empresas se mantenham competitivas e relevantes no mercado. 

Dessa forma, os líderes ambidestros fomentam um ambiente propício à criatividade e à experimentação, incentivando seus colaboradores a proporem novas ideias, soluções e produtos. 

Isso impulsiona o crescimento e a diferenciação da organização no longo prazo.

Melhor desempenho financeiro

A eficiência operacional é fundamental para garantir a lucratividade e a sustentabilidade das empresas. 

A partir da otimização de processos, redução de custos e aumento da produtividade, a liderança ambidestra contribui diretamente para o bom desempenho financeiro de uma organização.

Maior retenção de talentos

É um fato que as empresas reconhecidas como inovadoras possuem um maior poder de atração e retenção talentos

Afinal, pessoas talentosas valorizam ambientes dinâmicos e desafiadores, onde podem ter a oportunidade de contribuir para o crescimento da empresa, impulsionando a competitividade.

Fortalecimento da marca e da reputação

Empresas que demonstram sua capacidade de inovar e se adaptar às mudanças conquistam admiração e respeito. 

Sendo assim, a liderança ambidestra contribui para a construção de uma marca forte e uma reputação positiva, o que, consequentemente, gera diversos benefícios, como fidelização de clientes, aumento do valor da marca e oportunidades de novas parcerias.

Em resumo, a liderança ambidestra é uma ferramenta que permite às organizações:

  • Navegar com maestria entre a eficiência operacional e a inovação disruptiva;
  • Se adaptar rapidamente às mudanças do mercado e às novas tecnologias;
  • Criar um ambiente propício à criatividade e à experimentação;
  • Alcançar um melhor desempenho operacional e financeiro;
  • Atrair e reter talentos de alto potencial;
  • Fortalecer a marca e a reputação da empresa.

Lembre-se: a liderança ambidestra não é uma tarefa fácil, mas é recompensadora. 

O ponto mais importante da ambidestria é encontrar o equilíbrio certo entre duas dimensões: o que já é conhecido (exploit), ao mesmo tempo, buscar novas oportunidades (explore). 

Afinal, uma organização que foca apenas na exploração pode se tornar excessivamente arriscada, sacrificando a estabilidade e eficiência a curto prazo. 

Por outro lado, uma organização excessivamente focada em suas operações atuais pode resistir à mudanças, perdendo oportunidades de inovação e adaptação.

Não importa qual tipo de liderança você é. Trazer resultados para a empresa é imprescindível. Mas como? Leia em nosso ebook como ser um líder que bate metas!

líder bate metas

Compartilhe

Receba conteúdos sobre times de alta performance direto no seu e-mail

Aproveite e leia também

Você já deve ter ouvido falar sobre profissional de alta performance no trabalho. Este profissional destaca-se por conseguir alcançar as metas e

André sempre foi o melhor vendedor de sua região e, por isso, foi promovido a supervisor. Ao assumir seu novo cargo, o

Inúmeras pesquisas apontam que a saúde mental durante a pandemia atingiu o seu pico de estresse. Em uma dessas pesquisas, liderada pela

 Danielle Torres, sócia-diretora da consultoria KPMG, a primeira executiva assumidamente trans do país, compartilhou sua história numa entrevista realizada à Você S/A,

A transformação digital continua sendo um direcionador de investimento das empresas, de acordo com uma recente pesquisa global da Conference Board, com

Em um mundo corporativo cada vez mais complexo e dinâmico, a busca por abordagens de liderança autênticas e centradas na autogestão tornou-se

A diversidade está ligada à representação demográfica, enquanto a inclusão vai além. Incluir é garantir que toda a diversidade existente na empresa

Imagine uma empresa de alto crescimento que precisa executar transações ou trocar informações com stakeholders do mundo inteiro. Ou até mesmo uma

Nos últimos anos tem sido comum empresas que possuíam vantagens competitivas sólidas se verem ameaçadas (ou “disruptadas”) por empresas menores que não

Quase sempre, as grandes ideias não surgem de uma única pessoa ou função isolada, mas sim da interseção de funções ou pessoas

Os avanços tecnológicos do passado iniciaram as jornadas de transformação digital nas empresas, e serão os próximos avanços que moldarão o futuro

A inteligência artificial (IA) está redefinindo a forma como diversas atividades são conduzidas no ambiente corporativo. Uma de suas aplicações mais importantes

Lao-Tzu, filósofo chinês e fundador do taoísmo, sempre dizia que quem conhece os outros é inteligente, e quem conhece a si mesmo é

 Nos últimos anos, o conceito de ESG (Environmental, Social and Governance) tem ganhado destaque no cenário empresarial global. O aumento significativo nas

Resumo A liderança 4.0 é um novo modelo de liderança para a era digital, focado em tecnologia, adaptabilidade, inovação e pessoas. É

O conceito de produtividade no trabalho tem diferentes perspectivas e significados ao longo da história. Dentre essas perspectivas, a mais popularizada é

Em busca de abordagens de liderança mais eficazes e centradas nas pessoas, a liderança consciente surge como uma proposta inovadora e impactante.

Em um cenário empresarial dinâmico e desafiador, a capacidade de identificar e resolver problemas de forma eficaz é crucial para o sucesso

Em um mundo empresarial em constante evolução, a capacidade de adaptação é mais crucial do que nunca.  Nesta exploração aprofundada, embarcaremos em

Muito se comenta sobre metodologias ágeis e seu retorno para as organizações. E pelos comentários, podemos julgar que elas são a resolução

No contexto dinâmico do cenário profissional atual, a avaliação de desempenho não apenas se destaca como um procedimento padrão, mas se revela

Em um tempo de mudanças rápidas e imprevísiveis como o que vivemos, ficar estagnado não é uma opção. E, quando falamos em

A palavra “ética” vem sendo bastante usada em diversos contextos, desde lugares comuns até ambientes corporativos. Mas então, o que é ética

 A liderança é um componente essencial para o sucesso de qualquer organização, e em um mundo empresarial dinâmico, a abordagem de liderança

O mercado de trabalho moderno é dinâmico e altamente competitivo, exigindo que profissionais atualizem constantemente suas habilidades e competências.   No mundo acelerado

Em tempos de ciclos mais curtos a capacidade de se adaptar é crucial. Nesse cenário, o papel do Agile Coach ganha destaque,

As organizações de todos os portes e segmentos estão passando, nos últimos anos, por mudanças profundas na sua gestão e muitas estão

A gestão empresarial é um campo em constante evolução. Afinal, é natural que, na medida em que o mercado muda e absorve

Você está pensando em começar a trabalhar com Scrum, Kanban ou outro método similar? Então, precisa se preparar para vencer alguns desafios

Construa uma equipe de Alta Performance

A primeira e única plataforma onde o colaborador aprende enquanto performa e performa enquanto aprende

 

Encontre materiais e conteúdos da FRST