Gestão de equipes: o que é e como melhorar com dicas práticas

18/04/2024
gestão de equipes

A gestão de equipes é mais do que simplesmente coordenar tarefas. Envolve um conjunto de habilidades e práticas que visam promover a colaboração, a motivação e a eficiência de cada indivíduo em direção a objetivos comuns. 

Neste texto, vamos entender o que é gestão de equipes, o papel do gestor nesse contexto, a importância desse processo para as empresas, seus benefícios, e ainda conhecer algumas dicas para aprimorar essa prática essencial.

Vamos lá!

O que é gestão de equipes?

A gestão de equipes é um processo amplo que envolve a liderança, coordenação e motivação de pessoas dentro de um grupo para alcançar objetivos comuns. 

Se engana quem pensa que isso se resume a apenas distribuir tarefas e supervisionar o progresso. E sim, trata-se de criar um ambiente onde cada um possa contribuir plenamente com suas habilidades e experiências.

Para realizar uma boa gestão, o líder precisa entender as dinâmicas individuais e grupais, identificar as forças e fraquezas de cada membro e aproveitar essas características para o benefício da equipe como um todo. 

Tudo isso vai muito além de apenas delegar atividades de acordo com as competências individuais, mas também promover uma cultura de colaboração e apoio mútuo.

checklist 15 competências

O que faz a gestão de pessoas?

É preciso destacar que a gestão de equipes e a gestão de pessoas são abordagens complementares, cada uma com suas próprias características e focos distintos.

Enquanto a gestão de equipes se concentra na dinâmica coletiva e no desempenho do grupo, a gestão de pessoas se dedica às necessidades e aspirações individuais dos funcionários.

De maneira bastante simplificada, podemos compreender que a gestão de equipes enfatiza a importância da colaboração e da sinergia entre os membros do grupo. 

Por outro lado, a gestão de pessoas reconhece a importância de entender e atender às necessidades individuais dos funcionários em aspectos como desenvolvimento profissional e equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

No entanto, é preciso saber que para maximizar o potencial da equipe, é essencial encontrar um equilíbrio entre essas duas abordagens. Isso significa reconhecer e valorizar tanto as necessidades individuais, quanto as metas coletivas.

Dessa forma, com a integração estratégica entre a gestão de equipes e a gestão de pessoas é possível criar uma equipe forte, coesa e motivada, capaz de alcançar resultados excepcionais.

E o que faz um gestor de equipes?

Um gestor de equipes desempenha um papel amplo e dinâmico dentro de uma empresa. Entenda agora algumas características essenciais dessa atuação:

Conhecer as pessoas

Para começar, um gestor precisa conhecer profundamente sua equipe, entendendo as habilidades, competências, pontos fortes e fracos de cada membro. 

Isso é necessário para uma melhor distribuição de tarefas, mas é bem mais profundo que isso. 

Também o ajuda a identificar oportunidades de desenvolvimento individual e a criar um ambiente onde cada um possa alcançar seu mais alto potencial, contribuindo coletivamente de forma expressiva.

Lidar com diferenças 

Além disso, um bom gestor de equipes sabe lidar com as diferenças de personalidade, estilos de trabalho, opiniões e perspectivas. 

Em vez de tentar eliminar esses elementos, o gestor os utiliza de forma construtiva, reconhecendo e valorizando a diversidade de pontos de vista e de experiências para promover um ambiente onde ideias diversas são consideradas e respeitadas.

Criar engajamento

Promover o engajamento em objetivos comuns é outro aspecto bastante relevante. Isso pode incluir reconhecer e recompensar o bom desempenho, oferecer oportunidades de crescimento e desenvolvimento, e promover uma cultura de apoio mútuo.

Dar feedbacks construtivos

Oferecer feedbacks de maneira construtiva pode ser desafiador devido às preocupações com reações negativas e medo de conflitos. 

No entanto, é importante que um gestor de equipes seja objetivo e se concentre no comportamento em vez da pessoa. Também é indicado equilibrar aspectos positivos e negativos. 

Além disso, ele deve saber escolher o momento e o lugar certos, estar aberto ao diálogo e oferecer soluções ou sugestões. 

Com prática e estratégia, é possível desenvolver essa habilidade valiosa.

Treinar sempre

Outro aspecto fundamental da gestão de equipes é investir em treinamentos e desenvolvimento. 

Isso abrange treinamentos técnicos para aperfeiçoar habilidades específicas relacionadas ao trabalho, bem como para promover o desenvolvimento pessoal, com o objetivo de fortalecer habilidades como liderança e capacidade de resolução de problemas. 

Investir no desenvolvimento de uma equipe melhora a performance na entrega de resultados, além de ser um aspecto muito relevante para a retenção de talentos.

Quais as atribuições técnicas do gestor de equipes?

Além dos elementos citados acima, existem outros aspectos importantes dentro do escopo de trabalho de um gestor de equipes. Aqui estão alguns deles:

  1. Definição de objetivos e estratégias;
  2. Tomada de decisões para a priorização de tarefas, resolução de conflitos e adaptação a mudanças nas circunstâncias de trabalho. 
  3. Gestão de recursos.
  4. Acompanhamento e avaliação de desempenho.

Qual a importância da gestão de equipes na empresa?

A gestão de equipes é de extrema importância para o sucesso de uma empresa, não há como dissociar uma coisa da outra. Afinal, pessoas bem gerenciadas se tornam mais produtivas, inovadoras e engajadas. 

Cada equipe dentro do seu escopo de atuação se torna uma força única para o sucesso global de uma companhia.

Portanto, essa abordagem, quando bem executada, ajuda a lidar com as adversidades das mudanças no mercado, garantindo a competitividade dos negócios em qualquer área ou segmento.

Quais os benefícios de uma boa gestão de equipes?

Uma boa gestão de equipes traz uma série de benefícios para uma empresa, influenciando positivamente seus resultados. Veja alguns deles:

  1. Maior produtividade: a partir da clareza sobre as responsabilidades conjuntas para alcançar metas comuns.
  2. Mais inovação: resultando em soluções criativas para resolver desafios comerciais, conceber novos produtos ou serviços e melhorar processos existentes.
  3. Maior engajamento: com o aumento da satisfação no trabalho e, consequente redução do turnover.
  4. Mais colaboração: dentro de um ambiente confortável para compartilhar ideias, dar feedbacks e resolver conflitos de forma construtiva. 
  5. Desenvolvimento de talentos: através de oportunidades de treinamento, mentorias e atribuição de projetos desafiadores compatíveis a cada indivíduo.
  6. Adaptação a qualquer cenário: com uma resposta rápida a desafios e oportunidades, mantendo a empresa ágil e competitiva.
  7. Mais inclusão: com a promoção de um ambiente de trabalho onde todos se sentem valorizados e respeitados.

Como melhorar a gestão de equipes?

Para melhorar a gestão de equipes, é fundamental considerar diversos aspectos que promovam a eficiência e a colaboração. 

Comece ouvindo atentamente a equipe, valorizando suas opiniões e ideias. Além disso, considere adotar metodologias ágeis que permitam uma abordagem flexível e adaptável aos projetos. 

Também é importante realizar seleções estratégicas, escolhendo cuidadosamente cada integrante com base em habilidades e experiências complementares. 

Não se esqueça de realizar treinamentos periódicos para desenvolver constantemente as competências e mantê-las atualizadas com as melhores práticas da área. 

Além desses aspectos já mencionados, existem várias outras estratégias e práticas que podem contribuir para melhorar a gestão de equipes como:

  • Feedback 360 graus: onde todos os integrantes possam fornecer feedbacks uns aos outros.
  • Promoção da diversidade e inclusão: isso não apenas enriquece a equipe, mas também estimula a inovação.
  • Estabelecimento de metas SMART: mantendo todos os membros alinhados e focados em direção a objetivos claros e alcançáveis.
  • Fomento da autonomia: o que aumenta o senso de propriedade e comprometimento com o trabalho.
  • Gerenciamento do tempo: evitando a sobrecarga de trabalho e a redução do estresse.
  • Confiança e a transparência: criando um ambiente onde todos se sintam seguros para compartilhar ideias, assumir riscos e expressar preocupações.

Quer deixar sua gestão de equipes ainda mais efetiva? Aprenda como criar um Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) na sua empresa e desenvolva as competências do seu time!

Compartilhe

Receba conteúdos sobre times de alta performance direto no seu e-mail

Aproveite e leia também

Imagine uma empresa de alto crescimento que precisa executar transações ou trocar informações com stakeholders do mundo inteiro. Ou até mesmo uma

André sempre foi o melhor vendedor de sua região e, por isso, foi promovido a supervisor. Ao assumir seu novo cargo, o

Inúmeras pesquisas apontam que a saúde mental durante a pandemia atingiu o seu pico de estresse. Em uma dessas pesquisas, liderada pela

 Danielle Torres, sócia-diretora da consultoria KPMG, a primeira executiva assumidamente trans do país, compartilhou sua história numa entrevista realizada à Você S/A,

A transformação digital continua sendo um direcionador de investimento das empresas, de acordo com uma recente pesquisa global da Conference Board, com

Em um mundo corporativo cada vez mais complexo e dinâmico, a busca por abordagens de liderança autênticas e centradas na autogestão tornou-se

A diversidade está ligada à representação demográfica, enquanto a inclusão vai além. Incluir é garantir que toda a diversidade existente na empresa

Nos últimos anos tem sido comum empresas que possuíam vantagens competitivas sólidas se verem ameaçadas (ou “disruptadas”) por empresas menores que não

Quase sempre, as grandes ideias não surgem de uma única pessoa ou função isolada, mas sim da interseção de funções ou pessoas

Os avanços tecnológicos do passado iniciaram as jornadas de transformação digital nas empresas, e serão os próximos avanços que moldarão o futuro

A inteligência artificial (IA) está redefinindo a forma como diversas atividades são conduzidas no ambiente corporativo. Uma de suas aplicações mais importantes

Lao-Tzu, filósofo chinês e fundador do taoísmo, sempre dizia que quem conhece os outros é inteligente, e quem conhece a si mesmo é

 Nos últimos anos, o conceito de ESG (Environmental, Social and Governance) tem ganhado destaque no cenário empresarial global. O aumento significativo nas

Resumo A liderança 4.0 é um novo modelo de liderança para a era digital, focado em tecnologia, adaptabilidade, inovação e pessoas. É

O conceito de produtividade no trabalho tem diferentes perspectivas e significados ao longo da história. Dentre essas perspectivas, a mais popularizada é

Em busca de abordagens de liderança mais eficazes e centradas nas pessoas, a liderança consciente surge como uma proposta inovadora e impactante.

Em um cenário empresarial dinâmico e desafiador, a capacidade de identificar e resolver problemas de forma eficaz é crucial para o sucesso

Em um mundo empresarial em constante evolução, a capacidade de adaptação é mais crucial do que nunca.  Nesta exploração aprofundada, embarcaremos em

Muito se comenta sobre metodologias ágeis e seu retorno para as organizações. E pelos comentários, podemos julgar que elas são a resolução

No contexto dinâmico do cenário profissional atual, a avaliação de desempenho não apenas se destaca como um procedimento padrão, mas se revela

Você já deve ter ouvido falar sobre profissional de alta performance no trabalho. Este profissional destaca-se por conseguir alcançar as metas e

Em um tempo de mudanças rápidas e imprevísiveis como o que vivemos, ficar estagnado não é uma opção. E, quando falamos em

A palavra “ética” vem sendo bastante usada em diversos contextos, desde lugares comuns até ambientes corporativos. Mas então, o que é ética

 A liderança é um componente essencial para o sucesso de qualquer organização, e em um mundo empresarial dinâmico, a abordagem de liderança

O mercado de trabalho moderno é dinâmico e altamente competitivo, exigindo que profissionais atualizem constantemente suas habilidades e competências.   No mundo acelerado

Em tempos de ciclos mais curtos a capacidade de se adaptar é crucial. Nesse cenário, o papel do Agile Coach ganha destaque,

As organizações de todos os portes e segmentos estão passando, nos últimos anos, por mudanças profundas na sua gestão e muitas estão

Em todas as áreas de atuação e em todas as épocas, uma constante permanece: a busca por atender às expectativas do cliente.

Podcast First Things FRST: A linguagem da liderança, com participação de Flavia Bittencourt – Temporada 1, episódio 4 Estamos lançando o 4º

Construa uma equipe de Alta Performance

A primeira e única plataforma onde o colaborador aprende enquanto performa e performa enquanto aprende

 

Encontre materiais e conteúdos da FRST