Matriz BASICO: o que é e como aplicar na prática

08/04/2024
matriz basico

A Matriz BASICO é uma ferramenta de priorização essencial para empresas que buscam tomar decisões estratégicas fundamentadas. 

Com critérios como Benefícios, Alcance, Satisfação interna, Investimento, Cliente e Ordem de Execução, ela oferece uma abordagem ampla para avaliar e priorizar ideias, projetos ou tarefas.

Versátil e adaptável, pode ser utilizada em uma variedade de contextos, desde o desenvolvimento de novos produtos até a otimização de processos internos.

Neste texto, vamos conhecer o que é a Matriz BASICO, como ela funciona na prática e suas vantagens. 

Se você busca uma abordagem eficiente para priorizar suas iniciativas e alcançar seus objetivos de forma assertiva, a Matriz BASICO é o método ideal. 

Continue lendo para descobrir como implementá-la em sua empresa!

O que é a matriz BASICO?

A matriz BASICO é uma ferramenta de priorização que permite às empresas avaliar e classificar ideias, projetos ou tarefas com base em critérios específicos. 

Seu nome deriva dos seis critérios que utiliza: Benefícios, Alcance, Satisfação interna, Investimento, Cliente e Ordem de Execução. 

Cada critério é considerado individualmente para que seja possível obter uma análise estruturada e abrangente. 

Entenda o significado de cada um deles:

  • Benefícios: refere-se aos ganhos ou vantagens que a implementação de uma ideia ou projeto pode trazer para a empresa como aumento de receita, redução de custos, melhoria da eficiência operacional, entre outros.
  • Alcance: avalia a extensão ou o alcance da ideia e/ou projeto, ou seja, o quão ele afetará a organização em número de departamentos, extensão geográfica, entre outros aspectos.
  • Satisfação interna: refere-se ao nível de contentamento experimentado pelos funcionários que estão envolvidos em projetos em fase de estudo para aprimoramento.
  • Investimento: avalia a quantidade de trabalho e recursos humanos necessários para implementar a ideia ou projeto, como o tempo necessário para pesquisa e desenvolvimento, a complexidade das tarefas envolvidas, entre outros pontos.
  • Cliente, ou grau de impacto: refere-se ao efeito ou consequência que a ideia ou projeto terá sobre a empresa. Pode abranger áreas como o impacto nas operações comerciais, o grau de mudança organizacional necessária, entre outros fatores.
  • Ordem de Execução: avalia a urgência ou prioridade da ideia e/ou projeto em relação a outras iniciativas, considerando prazos de entrega, oportunidades de mercado ou necessidades estratégicas da empresa.

Quem criou a matriz BASICO?

A criação da matriz BASICO não é creditada a um único indivíduo ou organização.

Algumas fontes mencionam que sua origem está situada na década de 1970, com a popularização de métodos de priorização de projetos como a Matriz BCG e a Matriz GE/McKinsey. 

Ao longo dos anos, diversos profissionais adaptaram e combinaram elementos dessas ferramentas, criando diferentes variações.

A matriz BASICO, como a conhecemos hoje, é resultado da convergência e simplificação dessas metodologias preexistentes. Seu uso se disseminou no meio empresarial e acadêmico devido à sua simplicidade e eficiência na tomada de decisões.

Embora não tenha um autor único, a matriz BASICO incorpora o trabalho e as ideias de diversos especialistas em gestão de projetos, se tornando uma ferramenta importante para a priorização estratégica em diferentes áreas.

Alguns dos principais nomes que contribuíram para o desenvolvimento da matriz BASICO são:

  • Bruce Henderson: criador da Matriz BCG, que utiliza o crescimento e a participação de mercado para avaliar a atratividade de diferentes unidades de negócio.
  • McKinsey & Company: desenvolvedora da Matriz GE/McKinsey, que considera a atratividade do mercado e a força competitiva da empresa para analisar o potencial de diferentes produtos ou serviços.
  • Robert N. Anthony: autor do livro “Planning and Control Systems”, que apresenta conceitos fundamentais para a priorização de projetos e recursos.

Além deles, outros profissionais também adaptaram e aperfeiçoaram a matriz BASICO ao longo do tempo como Harold Kerzner, autor do livro “Project Management: A Systems Approach to Planning, Scheduling, and Controlling” e João Paulo Pacífico, professor e consultor brasileiro, que desenvolveu uma versão simplificada da matriz.

Qual o objetivo da matriz BASICO?

O objetivo principal da matriz BASICO é auxiliar na tomada de decisões sobre quais projetos devem ser implementados primeiro, considerando o impacto positivo que eles podem gerar para a organização. 

Através da análise individualizada e ponderada de cada critério, a ferramenta permite a criação de um ranking de projetos que reflita as prioridades estratégicas da empresa.

Isso facilita a comunicação entre stakeholders e promove o engajamento dos colaboradores no processo de priorização, além de auxiliar na otimização do uso de recursos.

Dessa forma, a matriz BASICO se tornou uma ferramenta valiosa para empresas de todos os portes e setores que buscam otimizar a gestão de seus projetos e alcançar melhores resultados.

Quais as vantagens da matriz BASICO?

As vantagens da matriz BASICO são diversas para as organizações que a utilizam. 

Primeiramente, porque ela proporciona uma estrutura clara e organizada para avaliar e priorizar ideias, projetos ou tarefas. Isso significa que as empresas podem contar com um método sistemático para tomar decisões, o que reduz a ambiguidade e promove a consistência nas escolhas estratégicas. 

Além disso, sua abordagem holística possibilita uma avaliação mais completa das opções disponíveis.

Outra vantagem importante a ser destacada é a capacidade de direcionar os recursos da empresa para as iniciativas com maior potencial de retorno, concentrando seus esforços e investimentos nas áreas que oferecem os maiores benefícios e oportunidades de crescimento. 

Adicionalmente, podemos considerar que a matriz BASICO promove a transparência e melhora do desempenho, a partir de um processo estruturado e objetivo. Isso ajuda as empresas a comunicar de forma clara os critérios que foram utilizados para tomar decisões, criando um melhor alinhamento entre equipe e stakeholders. 

Por fim, a ferramenta oferece uma maneira eficiente de gerenciar o risco e a incerteza, pois a partir dela, as empresas podem identificar e mitigar potenciais obstáculos ou desafios associados antes da implementação. 

Isso reduz a probabilidade de falhas e aumenta as chances de sucesso em qualquer tipo de iniciativa. 

Qual a diferença entre matriz GUT e matriz BASICO?

A matriz GUT e a matriz BASICO são duas ferramentas de análise e priorização amplamente utilizadas no ambiente empresarial. No entanto, elas têm abordagens e aplicabilidades diferentes.

A principal diferença entre a matriz GUT e a matriz BASICO está nos critérios que cada uma utiliza para avaliar e priorizar ideias, problemas ou projetos.

A matriz GUT – que significa Gravidade, Urgência e Tendência – é frequentemente utilizada para avaliar e priorizar problemas ou situações emergenciais. 

Nessa matriz, os problemas são avaliados de acordo com a gravidade do impacto que podem causar, a urgência com que precisam ser resolvidos e a tendência de piorarem se não forem tratados imediatamente.

Por outro lado, a matriz BASICO, como vimos anteriormente, é uma ferramenta mais abrangente e estruturada, utilizada para avaliar e priorizar ideias, projetos ou tarefas de forma mais ampla. 

Portanto, enquanto a matriz GUT é mais focada em resolver problemas urgentes e emergenciais, a matriz BASICO é mais adequada para avaliar e priorizar projetos ou iniciativas de longo prazo, onde se faz necessário considerar uma variedade de critérios para tomar uma decisão estratégica.

Como aplicar a matriz BASICO na empresa?

Aplicar a matriz BASICO na empresa envolve seguir uma série de passos. Veja agora como realizar esse processo:

Identificação das opções

Comece reunindo todas as ideias, projetos ou tarefas que precisam ser avaliadas e priorizadas. Isso pode englobar propostas de novos produtos, iniciativas de marketing e melhorias operacionais, por exemplo.

Definição dos critérios

Estabeleça os critérios da matriz BASICO: Benefícios, Alcance, Custo, Esforço, Impacto e Ordem de Execução. Certifique-se de utilizar claramente os respectivos significados e como serão avaliados.

Avaliação e pontuação

Avalie as opções em relação a cada critério da matriz utilizando uma escala de pontuação, como por exemplo de 1 a 5. Quanto maior a pontuação, maior a relevância da opção para o critério avaliado.

Veja alguns exemplos de como as opções podem ser pontuadas:

Benefícios:

1: Poucos benefícios ou nenhum benefício tangível.

3: Benefícios moderados, mas não significativos.

5: Benefícios substanciais e altamente desejáveis.

Alcance:

1: Alcance limitado, afetando apenas uma área específica.

3: Alcance moderado, impactando várias áreas relacionadas.

5: Alcance amplo, afetando múltiplas áreas e partes interessadas.

Satisfação interna:

1: Baixo nível de satisfação, ainda que possa ter impactos positivos no desenvolvimento da empresa.

3: Nível médio de satisfação, perceptível pelos colegas de trabalho.

5: Alto nível de satisfação.

Investimento:

1: Requer um esforço significativo e recursos consideráveis.

3: Esforço moderado, exigindo recursos razoáveis.

5: Requer pouco esforço ou recursos mínimos para implementação.

Cliente, ou grau de impacto:

1: Impacto mínimo ou insignificante nos objetivos e metas.

3: Impacto moderado, contribuindo para os objetivos de forma tangível.

5: Impacto substancial, alinhado diretamente aos principais objetivos da organização.

Ordem de execução:

1: Prioridade baixa, podendo ser adiada sem grandes consequências.

3: Prioridade moderada, importante, mas não urgente.

5: Prioridade alta, necessidade imediata de execução para evitar impactos negativos.

Análise e classificação

Analise os resultados da avaliação e calcule a soma total de cada opção. Em seguida, classifique-as com base em suas pontuações totais, identificando aquelas que obtiveram as pontuações mais altas.

Decisão e implementação

Com base na classificação, tome decisões sobre quais ideias e/ou projetos priorizar. 

Considere os recursos disponíveis, prazos, objetivos estratégicos da empresa e outras variáveis relevantes. 

Para isso, elabore um plano de ação detalhado para implementar as iniciativas a serem priorizadas, atribuindo responsabilidades e estabelecendo prazos claros.

Acompanhamento e revisão

Monitore regularmente o progresso das iniciativas implementadas e faça ajustes conforme necessário. 

Fazer isso pode envolver realocação de recursos, revisão de prazos ou ajustes nos objetivos, conforme novas informações e/ou circunstâncias surjam.

Já que estamos falando de uma ótima ferramenta de melhoria contínua, que tal aprender como um mindset ágil pode te auxiliar ainda mais a trazer sucesso para sua empresa? Leia nosso ebook exclusivo!

banner blog mindset agil

Compartilhe

Receba conteúdos sobre times de alta performance direto no seu e-mail

Aproveite e leia também

Quase sempre, as grandes ideias não surgem de uma única pessoa ou função isolada, mas sim da interseção de funções ou pessoas

André sempre foi o melhor vendedor de sua região e, por isso, foi promovido a supervisor. Ao assumir seu novo cargo, o

Inúmeras pesquisas apontam que a saúde mental durante a pandemia atingiu o seu pico de estresse. Em uma dessas pesquisas, liderada pela

 Danielle Torres, sócia-diretora da consultoria KPMG, a primeira executiva assumidamente trans do país, compartilhou sua história numa entrevista realizada à Você S/A,

A transformação digital continua sendo um direcionador de investimento das empresas, de acordo com uma recente pesquisa global da Conference Board, com

Em um mundo corporativo cada vez mais complexo e dinâmico, a busca por abordagens de liderança autênticas e centradas na autogestão tornou-se

A diversidade está ligada à representação demográfica, enquanto a inclusão vai além. Incluir é garantir que toda a diversidade existente na empresa

Imagine uma empresa de alto crescimento que precisa executar transações ou trocar informações com stakeholders do mundo inteiro. Ou até mesmo uma

Nos últimos anos tem sido comum empresas que possuíam vantagens competitivas sólidas se verem ameaçadas (ou “disruptadas”) por empresas menores que não

Os avanços tecnológicos do passado iniciaram as jornadas de transformação digital nas empresas, e serão os próximos avanços que moldarão o futuro

A inteligência artificial (IA) está redefinindo a forma como diversas atividades são conduzidas no ambiente corporativo. Uma de suas aplicações mais importantes

Lao-Tzu, filósofo chinês e fundador do taoísmo, sempre dizia que quem conhece os outros é inteligente, e quem conhece a si mesmo é

 Nos últimos anos, o conceito de ESG (Environmental, Social and Governance) tem ganhado destaque no cenário empresarial global. O aumento significativo nas

Resumo A liderança 4.0 é um novo modelo de liderança para a era digital, focado em tecnologia, adaptabilidade, inovação e pessoas. É

O conceito de produtividade no trabalho tem diferentes perspectivas e significados ao longo da história. Dentre essas perspectivas, a mais popularizada é

Em busca de abordagens de liderança mais eficazes e centradas nas pessoas, a liderança consciente surge como uma proposta inovadora e impactante.

Em um cenário empresarial dinâmico e desafiador, a capacidade de identificar e resolver problemas de forma eficaz é crucial para o sucesso

Em um mundo empresarial em constante evolução, a capacidade de adaptação é mais crucial do que nunca.  Nesta exploração aprofundada, embarcaremos em

Muito se comenta sobre metodologias ágeis e seu retorno para as organizações. E pelos comentários, podemos julgar que elas são a resolução

No contexto dinâmico do cenário profissional atual, a avaliação de desempenho não apenas se destaca como um procedimento padrão, mas se revela

Você já deve ter ouvido falar sobre profissional de alta performance no trabalho. Este profissional destaca-se por conseguir alcançar as metas e

Em um tempo de mudanças rápidas e imprevísiveis como o que vivemos, ficar estagnado não é uma opção. E, quando falamos em

A palavra “ética” vem sendo bastante usada em diversos contextos, desde lugares comuns até ambientes corporativos. Mas então, o que é ética

 A liderança é um componente essencial para o sucesso de qualquer organização, e em um mundo empresarial dinâmico, a abordagem de liderança

O mercado de trabalho moderno é dinâmico e altamente competitivo, exigindo que profissionais atualizem constantemente suas habilidades e competências.   No mundo acelerado

Em tempos de ciclos mais curtos a capacidade de se adaptar é crucial. Nesse cenário, o papel do Agile Coach ganha destaque,

As organizações de todos os portes e segmentos estão passando, nos últimos anos, por mudanças profundas na sua gestão e muitas estão

Liderança e gestão de pessoas são conceitos essenciais dentro do contexto organizacional, cada um com seu papel distinto, mas intrinsecamente relacionados.  Enquanto

O clima organizacional é um conceito fundamental no ambiente de trabalho moderno. Ele representa a percepção coletiva dos colaboradores sobre as práticas,

Construa uma equipe de Alta Performance

A primeira e única plataforma onde o colaborador aprende enquanto performa e performa enquanto aprende

 

Encontre materiais e conteúdos da FRST