Design thinking: conceito, etapas e como aplicar

02/05/2024
design thinking

Em todas as áreas de atuação e em todas as épocas, uma constante permanece: a busca por atender às expectativas do cliente. Enquanto existem inúmeras técnicas e metodologias, mas o design thinking se destaca como uma opção capaz de transformar os seus processos.

O principal diferencial do design thinking é colocar a inovação no topo das prioridades. Isso é importante para se destacar: dados da Falconi mostram que 62,5% das empresas que investem em inovação têm resultados considerados excepcionais.

Neste artigo, você vai entender o que é design thinking, como ele funciona e de qual forma aplicá-lo em sua organização. Confira!

O que é design thinking?

Design thinking é um processo de pensamento criativo focado em organizar as ideias para gerar insights que levem a decisões estratégicas. Ele é adotado pelas empresas para facilitar a resolução de problemas complexos de forma mais eficaz.

No entanto, não se trata de uma metodologia ou uma técnica. Na verdade, ele se refere a criar as condições necessárias para que a colaboração e a inovação se desenvolvam naturalmente em uma equipe ou de toda a organização.

Ao incorporar o design thinking, as empresas abrem espaço para uma abordagem mais completa na resolução de problemas. Ou seja, deixam de ter uma visão centrada apenas no produto ou serviço para pensar nas necessidades do usuário.

Muito disso se potencializa a partir de um foco maior na colaboração multidisciplinar, que incentiva a diversidade de perspectivas e a criação em conjunto. Assim, as soluções desenvolvidas tendem a ser mais inovadoras e alinhadas às expectativas dos clientes.

digital business mindset

A origem do design thinking

As primeiras referências ao termo design thinking começam a aparecer a partir da década de 1960. Nessa época, diversos pensadores da área falavam sobre o conceito de pensar de modo mais amplo em relação às soluções para produtos e serviços.

Esse processo só ganhou a forma que tem hoje nos anos 1990, com a fundação da consultoria de design IDEO. Ela trazia como diferencial o foco no design thinking, trazendo soluções eficazes para problemas de design de produtos, serviços e experiência do cliente.

Com o passar dos anos, o design thinking foi adotado por diversos tipos de organizações, indo desde grandes empresas até startups e governos.

Quais os pilares do design thinking?

O design thinking se baseia em pilares fundamentais que norteiam as suas ações e garantem a eficácia das ideias desenvolvidas.

A seguir, conheça quais são os pilares do design thinking e o que eles envolvem:

Empatia

A empatia é essencial para entender os usuários e suas necessidades, emoções e experiências. É a partir daí que se consegue enxergar a vivência das pessoas com a sua solução de forma mais profunda e desenvolver uma versão mais eficaz e relevante.

Colaboração

O pilar da colaboração reforça que o design thinking é um esforço coletivo. Isso é importante porque muito do sucesso dessa iniciativa depende da contribuição da diversidade de perspectivas e habilidades para o projeto.

Experimentação

O design thinking também promove a experimentação constante como um de seus pilares. Isso quer dizer fazer testes constantes enquanto se reúne informações sobre usabilidade e são desenvolvidas novas iterações do produto.

E quais as etapas do design thinking?

Para ser bem-sucedida, a aplicação do design thinking segue algumas etapas específicas com base em seus pilares. Trata-se de uma sequência de fases que orientam os profissionais na resolução de problemas e na criação de soluções que atendam às reais necessidades dos usuários.

Além disso, elas não são necessariamente lineares. Afinal, podem ser repetidas conforme for necessário até que a solução satisfatória seja encontrada para o projeto. Dessa forma, é possível ter uma abordagem mais flexível e iterativa para chegar à resolução do problema.

A seguir, conheça quais são as etapas do design thinking e o que acontece em cada uma delas:

  • Empatizar: Nessa etapa, ocorre a pesquisa sobre as necessidades dos seus usuários por meio de entrevistas, análises de comportamento, entre outros;
  • Definir: Depois, os designers condensam as informações coletadas no estágio anterior para entender claramente qual é o problema a ser resolvido;
  • Idear: A partir da definição do problema, são realizadas sessões de brainstorming e rascunhos para desenvolver ideias focadas em possíveis soluções;
  • Prototipar: Nessa etapa, os designers criam protótipos das soluções propostas com as características mínimas para funcionarem;
  • Testar: Por fim, chega o momento de testar os protótipos e analisar se os seus resultados são satisfatórios.

Quais benefícios o design thinking pode trazer para a empresa?

O design thinking se tornou uma tendência cada vez mais forte em diversos segmentos graças às vantagens que traz para as empresas.

A seguir, conheça quais são os maiores benefícios de implementar o design thinking em seus processos:

Foco na inovação

O design thinking impulsiona a inovação na empresa ao combinar pensamento analítico e criativo. Afinal, toda a base desse tipo de processo envolve gerar novas ideias a partir da contribuição coletiva pautada exclusivamente em atender as necessidades do público-alvo.

Maior satisfação do cliente

Já que o design thinking busca atender exatamente o que o usuário precisa, é natural que uma de suas consequências seja uma maior satisfação do cliente. Com produtos mais intuitivos, úteis e agradáveis de usar, a sua empresa tende a causar um impacto muito mais positivo em seus usuários.

Redução de custos e riscos

Essa também é uma ótima forma de as organizações minimizarem os custos e riscos em suas operações. Isso acontece porque toda essa atividade envolve tomar decisões mais alinhadas às expectativas e necessidades do usuário, resultando em produtos mais eficazes que dispensam refações.

Incentivo à colaboração

O design thinking promove um ambiente de trabalho mais direcionado à colaboração, onde a diversidade de ideias se torna um catalisador de inovação. Trabalhar dessa maneira pode contribuir positivamente para todos os seus processos, já que as equipes estarão mais integradas e motivadas a colaborar.

Como aplicar o design thinking na empresa?

Implementar o design thinking em sua organização significa abraçar uma mudança de mentalidade em relação à forma como você e suas equipes solucionam problemas.

Um dos pontos fundamentais é alinhar os conhecimentos de todos sobre essa ideia. Vale reforçar as bases da comunicação e colaboração na sua empresa, eliminando possíveis barreiras que dificultem a disseminação do design thinking.

Aliás, também é importante contar com o apoio das lideranças para viabilizar mudanças reais nos processos. Afinal, isso requer uma adaptação total da cultura da empresa para adotar os princípios e práticas do design thinking.

Experimente começar com um projeto pequeno como piloto. A partir daí, comece a seguir cada uma das etapas do design thinking, sempre tendo atenção ao foco total no usuário. Sempre que surgirem dúvidas, é preciso esclarecê-las e nivelar o conhecimento de todos a cada passo.

Ao final, chega o momento de avaliar os seus resultados. Procure identificar o que deu certo e os maiores pontos de dificuldades. Assim, será possível fazer os ajustes necessários para uma nova tentativa mais adaptada à realidade da sua empresa e das suas equipes.

O design thinking se mantém uma tendência há anos no mundo corporativo porque potencializa a inovação e a colaboração. Esses são elementos essenciais para entregar cada vez mais qualidade ao seu cliente, então vale a pena aproveitar esse formato de trabalho em sua realidade.

E para inovar ainda mais e com rapidez, desenvolver um mindset ágil na sua empresa é fundamental. Leia em nosso ebook exclusivo como fazer isso!

banner blog mindset agil

Compartilhe

Receba conteúdos sobre times de alta performance direto no seu e-mail

Aproveite e leia também

Quase sempre, as grandes ideias não surgem de uma única pessoa ou função isolada, mas sim da interseção de funções ou pessoas

André sempre foi o melhor vendedor de sua região e, por isso, foi promovido a supervisor. Ao assumir seu novo cargo, o

Inúmeras pesquisas apontam que a saúde mental durante a pandemia atingiu o seu pico de estresse. Em uma dessas pesquisas, liderada pela

 Danielle Torres, sócia-diretora da consultoria KPMG, a primeira executiva assumidamente trans do país, compartilhou sua história numa entrevista realizada à Você S/A,

A transformação digital continua sendo um direcionador de investimento das empresas, de acordo com uma recente pesquisa global da Conference Board, com

Em um mundo corporativo cada vez mais complexo e dinâmico, a busca por abordagens de liderança autênticas e centradas na autogestão tornou-se

A diversidade está ligada à representação demográfica, enquanto a inclusão vai além. Incluir é garantir que toda a diversidade existente na empresa

Imagine uma empresa de alto crescimento que precisa executar transações ou trocar informações com stakeholders do mundo inteiro. Ou até mesmo uma

Nos últimos anos tem sido comum empresas que possuíam vantagens competitivas sólidas se verem ameaçadas (ou “disruptadas”) por empresas menores que não

Os avanços tecnológicos do passado iniciaram as jornadas de transformação digital nas empresas, e serão os próximos avanços que moldarão o futuro

A inteligência artificial (IA) está redefinindo a forma como diversas atividades são conduzidas no ambiente corporativo. Uma de suas aplicações mais importantes

Lao-Tzu, filósofo chinês e fundador do taoísmo, sempre dizia que quem conhece os outros é inteligente, e quem conhece a si mesmo é

 Nos últimos anos, o conceito de ESG (Environmental, Social and Governance) tem ganhado destaque no cenário empresarial global. O aumento significativo nas

Resumo A liderança 4.0 é um novo modelo de liderança para a era digital, focado em tecnologia, adaptabilidade, inovação e pessoas. É

O conceito de produtividade no trabalho tem diferentes perspectivas e significados ao longo da história. Dentre essas perspectivas, a mais popularizada é

Em busca de abordagens de liderança mais eficazes e centradas nas pessoas, a liderança consciente surge como uma proposta inovadora e impactante.

Em um cenário empresarial dinâmico e desafiador, a capacidade de identificar e resolver problemas de forma eficaz é crucial para o sucesso

Em um mundo empresarial em constante evolução, a capacidade de adaptação é mais crucial do que nunca.  Nesta exploração aprofundada, embarcaremos em

Muito se comenta sobre metodologias ágeis e seu retorno para as organizações. E pelos comentários, podemos julgar que elas são a resolução

No contexto dinâmico do cenário profissional atual, a avaliação de desempenho não apenas se destaca como um procedimento padrão, mas se revela

Você já deve ter ouvido falar sobre profissional de alta performance no trabalho. Este profissional destaca-se por conseguir alcançar as metas e

Em um tempo de mudanças rápidas e imprevísiveis como o que vivemos, ficar estagnado não é uma opção. E, quando falamos em

A palavra “ética” vem sendo bastante usada em diversos contextos, desde lugares comuns até ambientes corporativos. Mas então, o que é ética

 A liderança é um componente essencial para o sucesso de qualquer organização, e em um mundo empresarial dinâmico, a abordagem de liderança

O mercado de trabalho moderno é dinâmico e altamente competitivo, exigindo que profissionais atualizem constantemente suas habilidades e competências.   No mundo acelerado

Em tempos de ciclos mais curtos a capacidade de se adaptar é crucial. Nesse cenário, o papel do Agile Coach ganha destaque,

As organizações de todos os portes e segmentos estão passando, nos últimos anos, por mudanças profundas na sua gestão e muitas estão

Dentre os diversos estilos de liderança, a liderança liberal, também conhecida como liderança “laissez-faire”, destaca-se por sua abordagem menos diretiva e mais

A metodologia 5S é uma abordagem japonesa para organização e otimização do ambiente de trabalho.  Baseada em cinco princípios fundamentais – Seiri,

Construa uma equipe de Alta Performance

A primeira e única plataforma onde o colaborador aprende enquanto performa e performa enquanto aprende

 

Encontre materiais e conteúdos da FRST