Tudo sobre Scrum: o que é e como aplicar na empresa

15/02/2024
scrum

Se você está procurando por uma forma mais eficaz de conduzir os seus projetos, é muito positivo poder se apoiar em modelos amplamente difundidos como o Scrum.

Esse framework se concentra no desenvolvimento ágil de produtos, incorporando dinâmicas e conceitos que possibilitam a entrega contínua de valor ao projeto. Além disso, sua popularidade é inegável: ele é a escolha de 74% das empresas brasileiras que adotam metodologias ágeis.

No entanto, compreender profundamente o seu funcionamento é crucial para uma implementação bem-sucedida. Então, por que não aproveitar esta oportunidade?

Neste artigo, você encontrará todas as informações necessárias para iniciar a utilização dessa metodologia em sua empresa, tornando o processo mais fluido e eficaz.

O que é Scrum?

Scrum é uma metodologia de organização de trabalho que proporciona maior eficiência e produtividade para as equipes.

Isso é possível através da divisão das atividades em ciclos chamados “sprints”. Cada um concentra tarefas específicas que são cuidadosamente avaliadas ao seu término.

O destaque do Scrum está na sua capacidade de permitir ajustes iterativos. Em cada ciclo, o produto evolui gradualmente em direção ao seu objetivo, demonstrando uma flexibilidade e agilidade bastante vantajosas.

banner blog mindset agil

Quais são os princípios do Scrum?

O Scrum é fundamentado em princípios que contribuem para a flexibilidade, colaboração e ritmo de entrega contínua que são a base dessa metodologia. Ao se familiarizar com eles, é possível visualizar com nitidez a essência dessa ideia.

A seguir, você vai ver quais são os 6 princípios do Scrum e o que cada um deles representa:

  1. Decisões com base empírica: baseia suas decisões com base na observação prática e na experiência, promovendo transparência, inspeção e adaptação contínua.
  2. Autogerenciamento: adota um modelo onde a responsabilidade individual elimina a necessidade de cobranças constantes, resultando em benefícios substanciais para a produtividade.
  3. Colaboração: incentiva o trabalho em conjunto, fomentando uma comunicação eficiente, engajamento e um ambiente mais saudável.
  4. Priorização da entrega de valor: o principal objetivo do Scrum é entregar valor ao cliente de maneira frequente e contínua, diferenciando-se de métodos tradicionais que deixam esse aspecto para o final do processo.
  5. Time-boxing: organiza as atividades em sprints ou eventos, incentivando as equipes a se concentrarem em tarefas prioritárias em períodos específicos, aumentando a agilidade e a produtividade.
  6. Processo iterativo: repete ciclos na forma de sprints até a conclusão do projeto, possibilitando entregas constantes ao cliente e uma revisão contínua para aprimoramento contínuo.

Como surgiu o Scrum?

As raízes do Scrum remontam a um artigo publicado na Harvard Business Review em 1986. Nele, os autores Hirotaka Takeuchi e Ikujiro Nonaka adotaram o termo “scrum” do rugby, referindo-se ao momento em que a bola é passada adiante pelo time ao avançar pelo campo.

Só que esse artigo não delineava as diretrizes e práticas que associamos ao Scrum atualmente. Ele simplesmente destacava a importância de uma abordagem mais flexível e adaptável ao desenvolvimento de produtos, particularmente em ambientes dinâmicos.

A formalização da ideia ocorreu em 1995, quando Ken Schwaber e Jeff Sutherland resgataram o termo e propuseram o que hoje entendemos como a metodologia Scrum. Desde então, ganhou popularidade, inicialmente nas empresas de tecnologia e expandindo-se para vendas e operações.

Quais são as funções Scrum?

O sucesso do Scrum depende da definição clara das funções desempenhadas pelos profissionais da sua empresa. Não se trata apenas de ocupar cargos, mas de cumprir papéis essenciais que fomentam colaboração e responsabilidade.

A seguir, vamos ver o conceito por trás das principais funções no Scrum:

Product Owner

O Product Owner desempenha um papel crucial ao tomar decisões sobre o que será feito e em qual ordem de prioridade. Ele não apenas comunica uma visão clara do projeto para a equipe, mas sua perspectiva é fundamental para o sucesso do empreendimento.

Scrum Master

O Scrum Master atua como um facilitador, orientando todos a respeito dos valores e práticas do Scrum. Sua função é ajudar a equipe na implementação e manutenção de uma abordagem Scrum que se alinhe com as características e necessidades específicas do projeto, além de mitigar obstáculos e interferências externas

Equipe de desenvolvimento

Também conhecida como Time Scrum, esta equipe multidisciplinar é encarregada da concepção, construção e testes do produto final do projeto. Ao contrário dos modelos hierárquicos antigos, não há uma estrutura rígida aqui. Todos os membros se autogerenciam, determinando o melhor caminho para realizar o trabalho com base nas prioridades de cada sprint.

O que são eventos Scrum?

A verdadeira essência da metodologia Scrum se revela na implementação de seus diversos eventos como parte da rotina da equipe. Eles são processos essenciais para colher os benefícios dessa abordagem, pois guiam as atividades por uma rotina alinhada com os pilares do Scrum.

Abaixo, confira as características dos 5 eventos Scrum:

  1. Sprint: é aqui em que a visão do produto se transforma em entregas iterativas e sequenciais, geralmente ocorrendo ao longo de duas semanas a um mês.
  2. Sprint planning: é a sessão de planejamento da sprint, destinada a traduzir objetivos em metas alcançáveis.
  3. Daily Scrum: são encontros diários de 15 minutos no Daily Scrum proporcionam ao time a oportunidade de discutir atividades, ajustar o backlog e identificar barreiras que requerem solução.
  4. Sprint Review: o time apresenta o trabalho realizado aos stakeholders juntamente com suas conquistas e o que está por vir, o que também pode gerar modificações no backlog.
  5. Sprint Retrospective: ocorre ao encerrar a sprint, em que se analisa possíveis melhorias, barreiras e problemas enfrentados para otimizar nas próximas vezes.

Quais são os artefatos Scrum?

Para operar de maneira eficiente, a metodologia Scrum se vale dos chamados artefatos Scrum, recursos fundamentais para aplicar os princípios dessa técnica ao longo do ciclo de desenvolvimento.

A seguir, conheça quais são os artefatos Scrum e o que cada um deles significa:

Product Backlog

O Product Backlog é simplesmente a lista de prioridades do projeto mantida pelo Product Owner. Essa é a principal fonte de informações para a equipe saber o que precisa ser feito e por quê.

Os itens no Product Backlog podem incluir características, funcionalidades a serem implementadas, correções de bugs e até tarefas mais específicas.

Sprint Backlog

O Sprint Backlog é uma lista de prioridades para o ciclo atual do sprint. Criado durante a etapa de planejamento do sprint, é de responsabilidade da equipe de desenvolvimento. O Sprint Backlog tem origem nos itens selecionados do Product Backlog.

Incremento

O Incremento do produto é o resultado de cada sprint. Em outras palavras, é a parte do produto que foi aprimorada e está pronta para ser utilizada pelos usuários ao final do ciclo.

No entanto, isso não significa que o projeto está finalizado. Na verdade, a ideia é permitir ajustes e melhorias contínuas com base no aprendizado adquirido ao longo do caminho.

Como aplicar o Scrum na empresa?

Tendo como base todo o conhecimento que você adquiriu com as informações acima, você já tem tudo para colocar a metodologia Scrum em prática em sua empresa. É apenas uma questão de focar nos seus objetivos e considerar cada elemento essencial dessa abordagem.

Aqui estão os passos fundamentais para implementar o Scrum nos projetos da sua empresa:

Defina os ocupantes das funções

Após compreender as funções de Product Owner e Scrum Master, chega a hora de escolher os profissionais que assumirão esses papéis tão importantes.

Ao fazer isso, opte por aqueles com habilidades de comunicação eficazes e uma compreensão aprofundada das expectativas dos clientes e do funcionamento do Scrum.

Monte uma equipe de desenvolvimento

Forme uma equipe Scrum que será responsável pela execução das tarefas planejadas nos backlogs. Certifique-se de que seja uma equipe multidisciplinar que atenda às demandas do projeto.

A colaboração e comunicação eficazes são essenciais, garantindo uma dinâmica positiva com o Product Owner e Scrum Master.

Construa os backlogs

Neste momento, analise como cada etapa do projeto pode ser dividida em demandas para o seu Product Backlog e, posteriormente, Sprint Backlog.

Envolver a equipe nesse processo garante clareza e alinhamento com as necessidades de cada etapa. Então, estabeleça metas realistas para facilitar o planejamento.

Realize os eventos Scrum

Algumas seções antes, você aprendeu o conceito por trás dos vários eventos Scrum, desde o Sprint Planning até o Sprint Retrospective. Cada um deles tem uma importância e a metodologia somente é implementada de verdade ao incluí-los em sua rotina.

Revise e adapte

Entenda que sua implementação pode não ser perfeita desde o início, e isso é perfeitamente normal. Ainda assim, mantenha a flexibilidade para adaptar o que não está funcionando tão bem.

O segredo para o sucesso está na revisão contínua dos processos, sendo o papel do Scrum Master crucial nesse contexto.

O Scrum tem potencial para beneficiar significativamente a eficácia da sua empresa. Basta considerar seus conceitos e características para implementá-lo adequadamente em seus projetos. Assim, será possível otimizar suas operações e contar com resultados cada vez melhores. Comece já e aproveite os benefícios!

Quer saber mais como metodologias ágeis podem auxiliar na sua gestão de projetos? Leia nosso ebook gratuito!

Compartilhe

Receba conteúdos sobre times de alta performance direto no seu e-mail

Aproveite e leia também

Em um mundo corporativo cada vez mais complexo e dinâmico, a busca por abordagens de liderança autênticas e centradas na autogestão tornou-se

A diversidade está ligada à representação demográfica, enquanto a inclusão vai além. Incluir é garantir que toda a diversidade existente na empresa

Imagine uma empresa de alto crescimento que precisa executar transações ou trocar informações com stakeholders do mundo inteiro. Ou até mesmo uma

Nos últimos anos tem sido comum empresas que possuíam vantagens competitivas sólidas se verem ameaçadas (ou “disruptadas”) por empresas menores que não

Quase sempre, as grandes ideias não surgem de uma única pessoa ou função isolada, mas sim da interseção de funções ou pessoas

Os avanços tecnológicos do passado iniciaram as jornadas de transformação digital nas empresas, e serão os próximos avanços que moldarão o futuro

A inteligência artificial (IA) está redefinindo a forma como diversas atividades são conduzidas no ambiente corporativo. Uma de suas aplicações mais importantes

Lao-Tzu, filósofo chinês e fundador do taoísmo, sempre dizia que quem conhece os outros é inteligente, e quem conhece a si mesmo é

 Nos últimos anos, o conceito de ESG (Environmental, Social and Governance) tem ganhado destaque no cenário empresarial global. O aumento significativo nas

Resumo A liderança 4.0 é um novo modelo de liderança para a era digital, focado em tecnologia, adaptabilidade, inovação e pessoas. É

O conceito de produtividade no trabalho tem diferentes perspectivas e significados ao longo da história. Dentre essas perspectivas, a mais popularizada é

Em busca de abordagens de liderança mais eficazes e centradas nas pessoas, a liderança consciente surge como uma proposta inovadora e impactante.

Em um cenário empresarial dinâmico e desafiador, a capacidade de identificar e resolver problemas de forma eficaz é crucial para o sucesso

Em um mundo empresarial em constante evolução, a capacidade de adaptação é mais crucial do que nunca.  Nesta exploração aprofundada, embarcaremos em

Muito se comenta sobre metodologias ágeis e seu retorno para as organizações. E pelos comentários, podemos julgar que elas são a resolução

No contexto dinâmico do cenário profissional atual, a avaliação de desempenho não apenas se destaca como um procedimento padrão, mas se revela

Você já deve ter ouvido falar sobre profissional de alta performance no trabalho. Este profissional destaca-se por conseguir alcançar as metas e

Em um tempo de mudanças rápidas e imprevísiveis como o que vivemos, ficar estagnado não é uma opção. E, quando falamos em

A palavra “ética” vem sendo bastante usada em diversos contextos, desde lugares comuns até ambientes corporativos. Mas então, o que é ética

 A liderança é um componente essencial para o sucesso de qualquer organização, e em um mundo empresarial dinâmico, a abordagem de liderança

O mercado de trabalho moderno é dinâmico e altamente competitivo, exigindo que profissionais atualizem constantemente suas habilidades e competências.   No mundo acelerado

Em tempos de ciclos mais curtos a capacidade de se adaptar é crucial. Nesse cenário, o papel do Agile Coach ganha destaque,

As organizações de todos os portes e segmentos estão passando, nos últimos anos, por mudanças profundas na sua gestão e muitas estão

Evento Open Talks: People Centric Economy – Temporada 1, episódio 3 NO AR! O terceiro episódio do Open Talks já está disponível.

A produtividade marginal é um conceito fundamental na economia que desempenha um papel-chave na tomada de decisões empresariais, na alocação de recursos

A gestão estratégica desempenha um papel fundamental no sucesso de qualquer organização.  De forma simplificada, se trata de um conjunto de processos

Construa uma equipe de Alta Performance

A primeira e única plataforma onde o colaborador aprende enquanto performa e performa enquanto aprende

 

Encontre materiais e conteúdos da FRST