Diagrama de Ishikawa: o que é, benefícios e como usar

22/04/2024

O Diagrama de Ishikawa, também conhecido como Diagrama de Causa e Efeito ou Diagrama de Espinha de Peixe, é uma ferramenta fundamental para a gestão da qualidade.  

Criado pelo engenheiro japonês Kaoru Ishikawa na década de 1960, este método oferece uma abordagem estruturada e visual para a análise e resolução de problemas, por isso continua sendo, até hoje, um sucesso e amplamente usado nas empresas para análise de processos. 

Neste artigo, vamos falar sobre o conceito e como funciona o Diagrama de Ishikawa, explicando seus benefícios e como utilizá-lo com eficácia em diversas áreas do negócio. Acompanhe!  

O que é o diagrama de Ishikawa? 

O Diagrama de Ishikawa é uma ferramenta visual voltada para identificar e analisar as possíveis causas de um problema específico.  

Um dos nomes que recebe, o “Espinha de Peixe”, se deve à sua estrutura gráfica, que se assemelha à espinha de um peixe. Na prática, o problema a ser analisado é representado na extremidade direita do diagrama, e as causas potenciais são listadas ao longo de uma linha principal que se estende a partir do problema, e elas são enfileiradas em linhas diagonais como se fossem espinhas. 

As causas são agrupadas em categorias, como pessoas, processos, máquinas, materiais, ambiente e métodos, dependendo da natureza do problema. Cada categoria forma uma “espinha” no diagrama.  

Assim, o objetivo do Diagrama de Ishikawa é facilitar a identificação das causas raiz de um problema, permitindo que as equipes façam uma análise sistemática de todas as possíveis fontes de variação ou falha.  

Ao visualizar as relações entre as causas e o problema principal, líderes podem desenvolver estratégias mais eficazes para eliminar ou mitigar essas causas, melhorando assim a qualidade dos produtos, serviços ou processos. 

15 competências futuro

O que são os 6M’s do diagrama de Ishikawa? 

Os 6M’s do Diagrama de Ishikawa são seis categorias principais utilizadas para agrupar as possíveis causas de um problema. Saiba quais são a seguir.  

1. Método 

Refere-se aos processos ou técnicas utilizados para realizar uma determinada tarefa ou atividade. Isso inclui as diretrizes, políticas, padrões e métodos de trabalho adotados pela empresa. 

2. Mão de obra 

Envolve as pessoas que estão diretamente envolvidas na execução do trabalho, avaliando suas habilidades, treinamento, motivação, comunicação, nível de experiência, etc. 

3. Material 

Refere-se aos insumos, matérias-primas ou componentes utilizados na produção de um produto ou na execução de um serviço. Aqui, se avalia a qualidade, disponibilidade, especificações, fornecedores, etc.  

4. Máquinas  

Diz respeito a todos os equipamentos e ferramentas utilizados no processo de produção ou execução de uma tarefa, considerando a condição, manutenção, configuração e operação das máquinas. 

5. Medida 

Refere-se às métricas e aos métodos utilizados para monitorar e controlar o processo, ou seja, inclui precisão, frequência, análise dos dados, entre outros.  

6. Meio ambiente 

Considera todos os fatores externos que podem influenciar o processo ou o produto, como condições climáticas, instalações físicas, ambiente de trabalho e outros aspectos.  

Quais os benefícios do diagrama de Ishikawa? 

O Diagrama de Ishikawa oferece uma série de benefícios para empresas que o utilizam como ferramenta de análise e resolução de problemas.  

Essencialmente, ele facilita a identificação das causas fundamentais de um problema, permitindo que as equipes ataquem as fontes reais de erros em vez de lidar apenas com os sintomas. 

Além disso, ao agrupar as causas em categorias-chave (os 6M’s), o Diagrama de Ishikawa promove uma análise abrangente e estruturada, garantindo que todas as áreas relevantes sejam consideradas durante o processo de resolução de problemas. 

No mais, o Diagrama de Ishikawa oferece vantagens como:  

  • ajuda na comunicação e compreensão dos fatores ao ser uma ferramenta visual, facilitando discussões e colaboração. 
  • promove uma cultura de melhoria contínua dentro da organização, incentivando as equipes a identificar e resolver proativamente os problemas à medida que surgem; 
  • contribui para o aumento da qualidade dos produtos ou serviços, bem como para o aumento da produtividade e eficiência operacional. 

Como fazer um diagrama de Ishikawa? 

Para fazer um Diagrama de Ishikawa na sua empresa, basta seguir um passo a passo simples. Confira.  

1. Defina o problema 

Comece determinando o problema (efeito) que deseja resolver ou analisar. É preciso ser objetivo nessa etapa, pois é o problema que oferece o direcionamento para a criação do diagrama. 

2. Desenhe a espinha central  

Com o problema identificado na ponta direita, desenhe, a partir dele, uma linha horizontal longa na parte central da folha. Esta linha funciona como uma representação da espinha dorsal do peixe. 

3. Identifique as causas principais 

Depois de desenhar a base do diagrama, em seguida, desenhe várias linhas diagonais conectando-se à linha central para representar as causas principais relacionadas ao problema.  

Estas são as categorias gerais de causas que serão exploradas. Você pode usar como base as categorias dos 6M’s ou pensar em outros grupos relevantes para o seu contexto. 

4. Faça um brainstorming das subcausas 

Com a estrutura básica em mente, conduza uma sessão de brainstorming com sua equipe para identificar todas as possíveis causas que se enquadram em cada categoria. Por exemplo, caso tenha colocado uma espinha como “mão de obra”, você pode adicionar ali causas como “falta de treinamento”.  

Registre todas as ideias, não importa o quão pequenas ou aparentemente insignificantes pareçam. 

5. Analise as causas 

Após listar todas as possíveis causas e subcausas, examine-as criticamente para determinar sua relevância e impacto potencial sobre o problema. Você pode usar técnicas como o 5 Porquês para explorar cada aspecto mais a fundo.  

6. Crie um plano de ação 

Uma vez identificados os problemas e suas causas, é hora de elaborar possíveis soluções que deem origem a um plano com metas e ações corretivas. Implemente as ações e acompanhe os resultados, ajustando suas estratégias conforme necessário. 

Onde e como utilizar o Diagrama de Ishikawa? 

O Diagrama de Ishikawa é uma ferramenta versátil que pode ser aplicada em uma variedade de contextos e setores.  

Na prática, ele pode ser usado sempre que a empresa sentir que tem um problema que deseja resolver ou algo a ser aprimorado. Assim, ele é indicado para momentos como: 

  • Correção de falhas; 
  • Melhoria de processos; 
  • Inovação e desenvolvimento de novos produtos; 
  • Análise de riscos; 
  • Busca de novas oportunidades e mercados; 
  • Entre outros.  

Com o tema principal em mente, basta reunir a equipe e começar a pensar em causas e subcausas. Por ser um método visual e muito completo, que permite incluir muitos elementos, ele ajuda muito empresas na hora de mapear completamente um processo ou iniciativa.

Com isso, possibilita um estudo aprofundado de um aspecto e também um levantamento de soluções que contempla todas as facetas de determinado problema ou empreitada.  

O Diagrama de Ishikawa não é uma boa prática há anos à toa: trata-se de uma ferramenta poderosa que permite uma compreensão mais profunda dos desafios enfrentados pelas empresas, mas também facilita o desenvolvimento de soluções eficazes e sustentáveis.

E já que estamos falando de conhecimento para gerar resultados para sua empresa, que tal aprender como definir e desdobrar metas? Leia em nosso ebook exclusivo!

definir desdobrar metas

Compartilhe

Receba conteúdos sobre times de alta performance direto no seu e-mail

Aproveite e leia também

André sempre foi o melhor vendedor de sua região e, por isso, foi promovido a supervisor. Ao assumir seu novo cargo, o

Inúmeras pesquisas apontam que a saúde mental durante a pandemia atingiu o seu pico de estresse. Em uma dessas pesquisas, liderada pela

 Danielle Torres, sócia-diretora da consultoria KPMG, a primeira executiva assumidamente trans do país, compartilhou sua história numa entrevista realizada à Você S/A,

A transformação digital continua sendo um direcionador de investimento das empresas, de acordo com uma recente pesquisa global da Conference Board, com

Em um mundo corporativo cada vez mais complexo e dinâmico, a busca por abordagens de liderança autênticas e centradas na autogestão tornou-se

A diversidade está ligada à representação demográfica, enquanto a inclusão vai além. Incluir é garantir que toda a diversidade existente na empresa

Imagine uma empresa de alto crescimento que precisa executar transações ou trocar informações com stakeholders do mundo inteiro. Ou até mesmo uma

Nos últimos anos tem sido comum empresas que possuíam vantagens competitivas sólidas se verem ameaçadas (ou “disruptadas”) por empresas menores que não

Quase sempre, as grandes ideias não surgem de uma única pessoa ou função isolada, mas sim da interseção de funções ou pessoas

Os avanços tecnológicos do passado iniciaram as jornadas de transformação digital nas empresas, e serão os próximos avanços que moldarão o futuro

A inteligência artificial (IA) está redefinindo a forma como diversas atividades são conduzidas no ambiente corporativo. Uma de suas aplicações mais importantes

Lao-Tzu, filósofo chinês e fundador do taoísmo, sempre dizia que quem conhece os outros é inteligente, e quem conhece a si mesmo é

 Nos últimos anos, o conceito de ESG (Environmental, Social and Governance) tem ganhado destaque no cenário empresarial global. O aumento significativo nas

Resumo A liderança 4.0 é um novo modelo de liderança para a era digital, focado em tecnologia, adaptabilidade, inovação e pessoas. É

O conceito de produtividade no trabalho tem diferentes perspectivas e significados ao longo da história. Dentre essas perspectivas, a mais popularizada é

Em busca de abordagens de liderança mais eficazes e centradas nas pessoas, a liderança consciente surge como uma proposta inovadora e impactante.

Em um cenário empresarial dinâmico e desafiador, a capacidade de identificar e resolver problemas de forma eficaz é crucial para o sucesso

Em um mundo empresarial em constante evolução, a capacidade de adaptação é mais crucial do que nunca.  Nesta exploração aprofundada, embarcaremos em

Muito se comenta sobre metodologias ágeis e seu retorno para as organizações. E pelos comentários, podemos julgar que elas são a resolução

No contexto dinâmico do cenário profissional atual, a avaliação de desempenho não apenas se destaca como um procedimento padrão, mas se revela

Você já deve ter ouvido falar sobre profissional de alta performance no trabalho. Este profissional destaca-se por conseguir alcançar as metas e

Em um tempo de mudanças rápidas e imprevísiveis como o que vivemos, ficar estagnado não é uma opção. E, quando falamos em

A palavra “ética” vem sendo bastante usada em diversos contextos, desde lugares comuns até ambientes corporativos. Mas então, o que é ética

 A liderança é um componente essencial para o sucesso de qualquer organização, e em um mundo empresarial dinâmico, a abordagem de liderança

O mercado de trabalho moderno é dinâmico e altamente competitivo, exigindo que profissionais atualizem constantemente suas habilidades e competências.   No mundo acelerado

Em tempos de ciclos mais curtos a capacidade de se adaptar é crucial. Nesse cenário, o papel do Agile Coach ganha destaque,

As organizações de todos os portes e segmentos estão passando, nos últimos anos, por mudanças profundas na sua gestão e muitas estão

Para se manter relevante em qualquer segmento, toda empresa precisa contar com colaboradores dispostos a se aprimorarem continuamente. Ou seja, eles precisam

A experiência do cliente, ou Customer Experience (CX), é um conceito que tem ganhado mais destaque no mundo dos negócios hoje em

A cultura de inovação pode ser considerada uma força que impulsiona o progresso e o sucesso de empresas de todos os portes

Construa uma equipe de Alta Performance

A primeira e única plataforma onde o colaborador aprende enquanto performa e performa enquanto aprende

 

Encontre materiais e conteúdos da FRST