Plano de Desenvolvimento Individual (PDI): o que é e como fazer

05/02/2024
plano de desenvolvimento individual

As empresas estão constantemente em busca de aprimoramento contínuo para alcançar seus objetivos. E se isso também se aplicasse às pessoas?

O Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) é uma resposta a essa necessidade, proporcionando uma estrutura para o avanço dos colaboradores. Através do PDI, torna-se possível identificar áreas que demandam aprimoramento e direcionar esforços de maneira eficaz.

No artigo a seguir, vamos explicar o papel fundamental do PDI e como implementá-lo. Vamos lá!

O que é PDI?

Um Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) é mais do que apenas um compromisso consigo mesmo para atingir metas que impulsionam sua atuação profissional. Ele se apresenta como um roteiro detalhado, delineando ações específicas e estabelecendo prazos para guiar o caminho.

Sua função central é proporcionar um direcionamento nítido à carreira, funcionando como um guia estratégico para conquistar objetivos e desenvolver competências. Dessa forma, você tem clareza sobre o que é necessário em cada etapa do percurso.

Além disso, o PDI desempenha um papel crucial na gestão eficiente do tempo e das prioridades. Afinal, o profissional não desperdiça tempo com o que não é relevante e nem fica indeciso sobre qual será o próximo passo a ser tomado.

banner blog mindset agil

Quais são os benefícios do PDI?

A implementação e condução de um Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) demandam um investimento de tempo e recursos, mas os benefícios estratégicos para todos os envolvidos tornam esse esforço valioso.

Quer saber mais? Abaixo, dividiremos os benefícios de um PDI levando em conta as organizações e os colaboradores:

Para as empresas

O PDI se traduz em um aprimoramento significativo na produtividade, pois colaboradores motivados e engajados contribuem positivamente para os resultados. Assim, a organização obtém uma equipe qualificada e alinhada com suas necessidades.

Além disso, investir no desenvolvimento dos colaboradores contribui para a retenção de talentos, reduzindo os custos associados à rotatividade de pessoal.

Para os profissionais

Independentemente da área de atuação ou nível hierárquico, os colaboradores colhem diversos benefícios por meio de um PDI.

Por exemplo, eles recebem direcionamentos claros sobre quais habilidades precisam aprimorar para agregar valor à empresa. Isso resulta em um aumento na motivação e engajamento, já que as equipes têm um objetivo nítido a ser alcançado.

Quando implementar o PDI na empresa?

A decisão de implementar um Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) está atrelada a diversas oportunidades que surgem no curso da rotina organizacional.

Por exemplo, é possível olhar para lacunas de habilidades e competências em suas equipes e contar com um PDI para nivelar o seu time de maneira produtiva. Afinal, esse recurso respeita as individualidades de cada um e é adaptado para cada necessidade.

Outra abordagem viável é iniciar um PDI assim que um novo membro se junta à equipe. Além de assegurar um aprimoramento contínuo da parte dele, também oferece um caminho claro para o sucesso no novo cargo.

Em ambos os casos, a implementação do PDI deve ser uma resposta a um diagnóstico. Portanto, é fundamental manter a prática de avaliar continuamente como as equipes estão agregando valor à empresa.

Como fazer um PDI?

Agora que você já sabe a premissa por trás de um PDI, é importante entender como realizá-lo para aproveitar todo o seu potencial. Não importa se o objetivo é um profissional aprimorar a si próprio ou se é um gestor conduzindo esse processo para suas equipes; há uma ideia universal de aprimoramento.

A seguir, conheça os passos essenciais para fazer um PDI em sua empresa:

Avalie o cenário atual

Só é possível planejar os próximos passos ao entender o cenário atual antes disso.

Para criar um PDI sólido, é necessário entender as necessidades da empresa e como os profissionais estão atendendo a essas demandas. Você pode elaborar um mapeamento de talentos para levantar quais habilidades e competências são importantes e possíveis lacunas existentes.

Aliás, isso certamente irá variar de colaborador para colaborador. É aqui que está o valor de um PDI ser individual.

Defina metas concretas

Tendo em mente o que você descobriu ao avaliar o cenário atual, é possível definir metas concretas a serem alcançadas pelas suas equipes.

Cada colaborador terá um caminho diferente para seguir, então esses objetivos deverão fazer sentido para cada caso. Além disso, é crucial que essas metas sejam mensuráveis e alcançáveis.

Estabeleça um cronograma

O processo de implementação de um PDI não acontece da noite para o dia. Devido à necessidade de tempo e comprometimento, é essencial criar um cronograma eficiente.

Considere a capacidade de aprendizado de cada colaborador, juntamente com o tempo médio necessário para atingir as metas definidas.

Faça a análise de custos

Dedicar recursos e tempo à implementação e acompanhamento de um PDI gera custos para a empresa. Apesar dos benefícios, é crucial contabilizar esses custosEssa etapa é importante para se certificar de que não ocorram desperdícios. Então, certifique-se de que estão dentro dos parâmetros considerados adequados para o setor e o cronograma estabelecido.

Incentive os feedbacks

A eficácia de um PDI depende de uma cultura que valorize os feedbacks. Isso significa receber e oferecer esses retornos de forma aberta.

Ou seja, considere os objetivos individuais dos colaboradores ao realizar sessões de feedback, mantendo-se aberto a sugestões de correções na abordagem do PDI.

Mensure resultados e ajuste

Por fim, esse processo é constante e permite ajustes durante a execução. A mensuração dos resultados com base nos objetivos estabelecidos é crucial para avaliar o desempenho dos colaboradores.

Esse ciclo é fundamental para garantir a eficácia do PDI e o aprimoramento contínuo dos colaboradores.

Quais as principais ferramentas para PDI?

Implementar e acompanhar um PDI não precisa ser um processo completamente manual e feito do zero. Felizmente, existem algumas ferramentas que você pode utilizar para contar com uma maior produtividade e obter resultados superiores a partir dos seus esforços.

Quer ver? A seguir, vamos destacar as melhores ferramentas que podem ser verdadeiras aliadas do seu PDI:

Avaliação de desempenho

A avaliação de desempenho é uma ferramenta valiosa para coletar feedbacks de maneira estruturada e identificar lacunas que podem ser endereçadas por um PDI. No entanto, é crucial conduzi-la de forma periódica e direcionada.

Plataforma de aprendizagem

As plataformas de aprendizagem permitem aproveitar a tecnologia para otimizar a implementação de um PDI. Essas ferramentas podem ser particularmente úteis quando suas equipes precisam desenvolver habilidades específicas.

Treinamentos, mentorias e coaching

Outra abordagem para focar no alcance das metas de um PDI envolve a organização de treinamentos e outras iniciativas de aprendizagem com foco nas necessidades dos seus colaboradores. Mentorias e coaching, especificamente, podem trazer uma visão mais personalizada.

O Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) é uma ferramenta valiosa para catalisar tanto o crescimento quanto o aprimoramento dos colaboradores. No entanto, é necessário ter uma abordagem direcionada que leve em consideração as particularidades de cada indivíduo e as formas específicas de agregar valor à empresa. Aproveite as informações deste artigo para colocar essa ideia em prática!

Agora que você sabe tudo sobre o Plano de Desenvolvimento Individual (PDI), que tal aprender na prática como desenvolver um? Baixe agora nosso guia gratuito!

Compartilhe

Receba conteúdos sobre times de alta performance direto no seu e-mail

Aproveite e leia também

Em um cenário empresarial dinâmico e desafiador, a capacidade de identificar e resolver problemas de forma eficaz é crucial para o sucesso

Em um mundo empresarial em constante evolução, a capacidade de adaptação é mais crucial do que nunca.  Nesta exploração aprofundada, embarcaremos em

Muito se comenta sobre metodologias ágeis e seu retorno para as organizações. E pelos comentários, podemos julgar que elas são a resolução

No contexto dinâmico do cenário profissional atual, a avaliação de desempenho não apenas se destaca como um procedimento padrão, mas se revela

Você já deve ter ouvido falar sobre profissional de alta performance no trabalho. Este profissional destaca-se por conseguir alcançar as metas e

Em um tempo de mudanças rápidas e imprevísiveis como o que vivemos, ficar estagnado não é uma opção. E, quando falamos em

A palavra “ética” vem sendo bastante usada em diversos contextos, desde lugares comuns até ambientes corporativos. Mas então, o que é ética

 A liderança é um componente essencial para o sucesso de qualquer organização, e em um mundo empresarial dinâmico, a abordagem de liderança

O mercado de trabalho moderno é dinâmico e altamente competitivo, exigindo que profissionais atualizem constantemente suas habilidades e competências.   No mundo acelerado

Em tempos de ciclos mais curtos a capacidade de se adaptar é crucial. Nesse cenário, o papel do Agile Coach ganha destaque,

As organizações de todos os portes e segmentos estão passando, nos últimos anos, por mudanças profundas na sua gestão e muitas estão

Seja para avaliar quem já faz parte da equipe ou possíveis novas contratações, é sempre saudável ter mecanismos que ajudem a mensurar

O 6º e último episódio da segunda temporada do podcast First Things FRST já está disponível! O tema que encerra essa temporada

Empresas estão se transformando para colocar o consumidor no foco de sua cadeia de inovação. O objetivo deste novo modelo empresarial é

Construa uma equipe de Alta Performance

A primeira e única plataforma onde o colaborador aprende enquanto performa e performa enquanto aprende

 

Encontre materiais e conteúdos da FRST