Mapeamento de talentos: o que é e como criar na sua empresa

mapeamento de talentos

Assim como qualquer outra empresa, a sua também deseja contar com as pessoas certas desempenhando as atividades mais adequadas, não é mesmo? Portanto, é crucial realizar o mapeamento de talentos em seus processos.

Um estudo já apontou que essa prática pode aumentar em até 80% a probabilidade de uma organização apresentar desempenho superior ao de seus concorrentes.

Além disso, é fundamental ter em mente que essa abordagem não se limita à fase de contratação. Pelo contrário, seu verdadeiro potencial se manifesta ao avaliar os talentos que já integram suas equipes.

Confira o artigo a seguir para compreender exatamente o que envolve o mapeamento de talentos e como utilizar essa ferramenta de maneira estratégica.

O que é o mapeamento de talentos?

O mapeamento de talentos é uma ferramenta utilizada para se certificar de que os profissionais da sua empresa estejam nas posições adequadas, alinhadas às suas habilidades e competências. Além disso, envolve colocá-los em um caminho de aprimoramento que atende suas próprias necessidades e as do negócio.

Trata-se de um recurso altamente valioso tanto para o processo de contratação de novos colaboradores quanto para avaliações de desempenho periódicas. Em ambos os cenários, é uma prática que deve ser realizada e atualizada de forma contínua.

Assim, a empresa precisa ter um entendimento profundo do que é essencial para ela e para preencher as suas equipes.

Como criar um mapeamento de talentos?

Se a ideia de utilizar um mapeamento de talentos para garantir que sua empresa conte com os profissionais adequados parece interessante para você, o primeiro passo é aprender como criar o seu.

Abaixo, vamos listar os passos essenciais para você fazer isso:

Defina quais são seus objetivos

Caso esteja considerando o uso do mapeamento de talentos, é provável que tenha objetivos específicos em mente. Dedique um tempo para identificar esses objetivos com clareza e estabeleça metas concretas, permitindo mensurar seu sucesso depois.

Saiba o que é importante para sua empresa

Outra etapa fundamental se refere a detectar quais são as competências consideradas estratégicas para cada cargo da sua organização. Pense no perfil ideal de profissional para ocupar cada posição, abrangendo todos os departamentos.

Estabeleça critérios de avaliação

Além de reconhecer as características desejáveis em seus colaboradores, parte essencial do processo é estabelecer critérios de avaliação específicos e universais. Isso garantirá objetividade e alinhamento com o propósito do processo.

Conte com o apoio de lideranças

Facilite o processo de análise da distribuição de talentos em sua empresa ao contar com o suporte das suas lideranças. Por estarem em contato direto com diversos funcionários, esses profissionais podem oferecer insights valiosos para a avaliação.

Como definir quais são as habilidades necessárias?

Como você viu acima, um dos passos mais importantes para usar um mapeamento de talentos estrategicamente envolve analisar se as suas equipes possuem as habilidades necessárias. Mas, você sabe quais são elas?

Esse processo requer um olhar para dentro da sua organização, considerando os objetivos e o cenário em que ela se encontra. Veja só:

  • Divida sua análise por setor: Independentemente da área de atuação da sua empresa, é provável que ela conte com setores que possuam necessidades distintas. Isso se reflete nas habilidades desejáveis em cada caso.
  • Baseie-se no seu histórico: Voltar o olhar para eventos passados pode oferecer insights valiosos sobre as habilidades cruciais para o futuro da sua empresa. Observe quais projetos anteriores foram bem-sucedidos e as competências decisivas para eles.
  • Considere habilidades técnicas e comportamentais: Tanto hard skills como soft skills devem fazer parte da sua análise. Por exemplo, é o caso desde a proficiência com determinada ferramenta até a facilidade de trabalhar em grupo.
  • Acompanhe as tendências do seu mercado: Pode ser que seus concorrentes estejam investindo em profissionais com habilidades que ainda não possui, ou que certas competências tenham ganhado mais destaque recentemente.

Como utilizar um mapeamento de talentos de forma estratégica?

Agora que você já aprendeu como criar um mapeamento de talentos, pode estar se perguntando como utilizá-lo da melhor forma. Afinal, essa ferramenta pode trazer inúmeros benefícios para a sua empresa quando aplicada corretamente.

A seguir, você vai ver as principais ações que ajudam a aproveitar ao máximo um mapeamento de talentos:

Identifique suas principais lacunas

Será que a sua empresa está precisando de certos tipos de talentos que ainda não tem? Um bom mapeamento deve ser usado para resolver essa questão.

Então, é preciso voltar algumas casas e realizar uma análise aprofundada sobre quais são as necessidades de cada setor e cargo. A partir daí, é possível conferir se os seus times estão realmente atendendo às expectativas.

Faça avaliações periódicas das suas equipes de trabalho

O mapeamento de talentos é uma ferramenta útil para se certificar de que cada um esteja no cargo que melhor corresponda às suas habilidades.

No entanto, isso só será eficaz se você avaliar periodicamente sua equipe, alinhando-se aos parâmetros estratégicos da organização e estabelecendo um cronograma consistente.

Tome decisões pautadas em dados

A precisão é crucial para um bom mapeamento de talentos.

Para garantir que você está tomando decisões informadas, utilize dados concretos, fundamentando-se em resultados objetivos e habilidades claramente demonstradas no dia a dia. Isso transforma informações antes subjetivas em algo mais tangível.

Por exemplo, se um colaborador apresenta um potencial percebido, mas os retornos não correspondem ao que é esperado, o mapeamento pode indicar oportunidades de recolocação.

Acompanhe o potencial dos seus colaboradores

Se identificar um potencial promissor entre seus funcionários por meio do mapeamento de talentos, faça um acompanhamento regular para aproveitá-lo plenamente. Estabeleça expectativas para etapas futuras e faça comparações periódicas.

Além disso, certifique-se de trazer o colaborador para dentro desse processo. Afinal, ele também pode ter insights valiosos sobre a própria progressão capazes de afetar esse planejamento.

Implemente um plano de desenvolvimento individual

Com as lacunas identificadas e os potenciais devidamente identificados, é essencial ter ferramentas para explorar essas oportunidades.

Um plano de desenvolvimento individual (PDI) é uma ferramenta valiosa para preparar profissionais, focada em desafios de longo prazo e competências estratégicas, muitas vezes originadas no mapeamento de talentos.

O mapeamento de talentos pode se tornar um recurso incrivelmente valioso para sua empresa formar uma equipe imbatível. No entanto, é crucial dedicar a devida atenção ao planejá-lo adequadamente e empregá-lo estrategicamente. Com as informações que compartilhamos acima, você está pronto para começar!

Para melhorar ainda mais seu mapa de talentos, um Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) pode acrescentar ótimas informações sobre seus colaboradores. Baixe agora nosso ebook gratuito!

pdi guia

just in time

Just in time: o que é, objetivos e exemplos

Just in time (JIT) é uma estratégia de gerenciamento de produção que busca otimizar processos, minimizar desperdícios e elevar a eficiência operacional.  Desenvolvido pela Toyota, o JIT revolucionou a forma como as empresas gerenciam estoques e produção, ajustando a fabricação

Inovação em serviços: o que é, importância e exemplos

Quando a concorrência se intensifica e as exigências dos consumidores aumentam, o caminho que as empresas têm para sobreviver é a inovação em serviços. Afinal, a capacidade de se adaptar e oferecer algo único e valioso é o que diferencia

Encontre materiais e conteúdos da FRST