10 tipos de avaliação de desempenho para aplicar na empresa

20/02/2024
tipos de avaliação de desempenho

Os tipos de avaliação de desempenho representam uma gama diversificada de abordagens e metodologias utilizadas pelas organizações para avaliar seus colaboradores. 

Esses métodos variados refletem a complexidade e a diversidade das necessidades empresariais, a partir de diferentes perspectivas sobre o desempenho individual e coletivo dentro do ambiente de trabalho. 

É por isso que é fundamental conhecer os tipos de avaliação de desempenho existentes, para compreender como cada um se adequa a diferentes contextos organizacionais e como podem ser aplicados para promover o desenvolvimento profissional individual e da equipe como um todo.

Neste texto, vamos explorar esses diferentes tipos de avaliação e suas respectivas vantagens e desvantagens. 

Entenda agora como essa prática pode ser adaptada e aplicada em diferentes cenários corporativos! 

O que é avaliação de desempenho?

A avaliação de desempenho é uma ferramenta essencial no ambiente corporativo para mensurar o desempenho dos colaboradores em relação às metas estabelecidas pela organização. 

Por meio desse processo, é possível identificar pontos fortes e áreas de melhoria de cada indivíduo, além é claro, de contribuir para o desenvolvimento profissional e para o alcance dos objetivos organizacionais.

A utilização da avaliação de desempenho é bastante comum em empresas de diversos tamanhos e setores, sendo que todas podem se beneficiar desta ferramenta de gestão de recursos humanos.

No entanto, algumas empresas podem considerar a avaliação de desempenho mais essencial do que outras. Isso pode depender de vários fatores como a estrutura organizacional, cultura empresarial e objetivos estratégicos. 

Geralmente, as organizações que trabalham com mais ênfase no crescimento profissional dos colaboradores e no alinhamento dos objetivos individuais aos organizacionais são mais propensas a implementar e valorizar essa prática.

Como funciona a avaliação de desempenho?

A avaliação de desempenho funciona de maneira sistemática, onde são definidos critérios e indicadores de avaliação que são utilizados para medir o desempenho dos colaboradores. 

Esses critérios podem variar de acordo com a natureza do trabalho e os objetivos da empresa.

Geralmente, envolve a coleta de dados quantitativos e qualitativos sobre o desempenho de cada colaborador, que são posteriormente analisados e utilizados como base para a tomada de decisões relacionadas a promoções, remuneração, treinamento, entre outros.

As avaliações de desempenho podem ser realizadas por meio de diferentes métodos e técnicas, incluindo avaliação direta pelo gestor imediato, autoavaliação, avaliação por colegas de trabalho, subordinados, clientes ou fornecedores, entre outros. 

Cada método tem suas vantagens e limitações, e sua escolha dependerá das necessidades e da cultura da empresa.

Quais são os tipos de avaliação de desempenho?

Existem diversos tipos de avaliação de desempenho, cada um com suas características específicas e métodos de aplicação. Entre os principais estão:

1. Avaliação Direta ou 90°

A Avaliação Direta, também conhecida como Avaliação 90°, é um tipo de avaliação de desempenho que envolve a análise do desempenho de um colaborador por seu superior imediato. 

Nesse tipo de avaliação, é o gestor direto do colaborador que tem a responsabilidade de avaliar seu desempenho em relação às metas, expectativas e competências definidas para o cargo.

Nesse processo, o gestor utiliza critérios objetivos e subjetivos, com base em suas observações e interações ao longo de um período de tempo determinado. 

Podem ser analisados resultados quantitativos, como indicadores de desempenho e metas atingidas, bem como qualitativos, como habilidades técnicas, comportamentais e de comunicação.

Prós: Avaliação Direta ou 90°

A Avaliação Direta é uma boa forma de avaliar o desempenho individual de um colaborador dentro da estrutura hierárquica da organização. 

Ela permite que o gestor direto forneça um feedback específico ao colaborador, identifique áreas de melhoria e forneça orientação para seu desenvolvimento profissional. 

Além disso, essa avaliação é frequentemente utilizada como base para decisões relacionadas a promoções, aumentos salariais, feedbacks formais e planos de desenvolvimento de carreira.

Pontos de atenção: Avaliação Direta ou 90°

Embora a Avaliação Direta ou Avaliação 90° seja uma ferramenta valiosa, é importante ressaltar que ela pode ser insuficiente. 

Por exemplo, a subjetividade do gestor pode influenciar a avaliação, e pode haver falta de feedback de outras partes interessadas, como colegas de trabalho ou clientes. 

Portanto, muitas organizações combinam a Avaliação Direta a outras formas de avaliação, como a Avaliação 360°, para obter uma visão mais abrangente e equilibrada do desempenho dos colaboradores.

2. Autoavaliação

A Autoavaliação é um processo no qual os colaboradores avaliam seu próprio desempenho, competências, habilidades e comportamentos no contexto de seu trabalho. 

É uma ferramenta poderosa de desenvolvimento profissional, pois permite que os funcionários reflitam sobre si e identifiquem áreas de força e fraqueza, além de estabelecerem metas de melhoria pessoal.

Durante a Autoavaliação, os colaboradores são solicitados a revisar e avaliar seu próprio trabalho com base em critérios específicos estabelecidos pela empresa. 

Podem ser avaliados aspectos como produtividade, qualidade do trabalho, habilidades de comunicação, trabalho em equipe, liderança, entre outros.

Ao realizar uma Autoavaliação, os colaboradores geralmente são convidados a fornecer exemplos concretos que demonstrem seu desempenho em diferentes áreas. Eles também podem ser incentivados a identificar oportunidades de desenvolvimento e a propor planos de ação para alcançar suas metas e melhorar seu desempenho no futuro.

Prós: Autoavaliação 

A Autoavaliação fornece uma perspectiva única sobre a performance do colaborador e pode complementar as avaliações feitas pelos gestores e outras partes interessadas. 

Além disso, promove a responsabilidade pessoal e o autoconhecimento, ajudando os colaboradores a se tornarem mais conscientes de seus pontos fortes e áreas de desenvolvimento.

Pontos de atenção: Autoavaliação 

Embora a Autoavaliação seja uma prática benéfica, é importante que seja conduzida de maneira objetiva. Os colaboradores devem ser incentivados a refletir honestamente sobre seu próprio desempenho, reconhecendo tanto suas conquistas, quanto suas áreas de melhoria. 

Além disso, é importante que os gestores forneçam suporte e feedback construtivo aos colaboradores durante o processo de Autoavaliação, ajudando-os a identificar e alcançar seus objetivos de desenvolvimento profissional.

3. Avaliação 360° 

A Avaliação 360° é um método de avaliação de desempenho que envolve a coleta de feedback sobre o colaborador a partir de múltiplas fontes como superiores, colegas de trabalho, subordinados, clientes internos e externos, e até mesmo fornecedores.

Neste processo holístico, cada uma dessas pessoas oferece uma perspectiva única sobre o desempenho do colaborador, permitindo uma avaliação mais completa e equilibrada.

Todos são convidados a avaliar várias dimensões como competências técnicas, habilidades comportamentais, capacidade de liderança, habilidades de comunicação, trabalho em equipe, entre outros aspectos relevantes para o desempenho no trabalho. 

As respostas são geralmente fornecidas por meio de questionários ou entrevistas estruturadas para garantir que sejam fornecidos feedbacks específicos e objetivos.

Prós: Avaliação 360°

A Avaliação 360° oferece diversas vantagens em comparação a outros métodos. 

Isso porque, ela fornece uma visão mais completa e precisa do desempenho do colaborador, considerando múltiplas perspectivas e pontos de vista. 

Além disso, ela promove uma cultura de feedback e transparência dentro da organização, incentivando a comunicação aberta e a colaboração entre os membros da equipe. 

A Avaliação 360° também é considerada valiosa para o desenvolvimento profissional, pois identifica áreas de melhoria e oferece insights que podem auxiliar no desenvolvimento de suas habilidades.

Pontos de atenção: Avaliação 360°

No entanto, é importante ressaltar que a Avaliação 360° requer uma cuidadosa implementação e gerenciamento para garantir sua eficácia. 

Os participantes devem se sentir confortáveis em dar um feedback de maneira confidencial e imparcial. 

Além disso, é fundamental que o feedback recebido seja utilizado de forma construtiva, tanto pelo colaborador, quanto pela organização, para que seja possível promover o crescimento e o desenvolvimento contínuo.

4. Escala Gráfica

A Escala Gráfica é um método de avaliação de desempenho que utiliza uma série de critérios pré-definidos e uma escala numérica ou descritiva para avaliar o desempenho dos colaboradores. 

Neste método, os gestores avaliam o desempenho em diferentes áreas, atribuindo uma pontuação ou classificação que representa diferentes níveis.

Essas escalas podem variar de acordo com as necessidades e características da organização, mas geralmente incluem uma série de categorias que representam diferentes graus de desempenho, como “insatisfatório”, “satisfatório”, “bom” e “excelente”. 

Além disso, as escalas gráficas também podem incluir uma descrição detalhada de cada categoria, para ajudar na avaliação de forma consistente e objetiva.

Prós: Escala Gráfica

A Escala Gráfica oferece várias vantagens como método de avaliação por ser fácil de entender e utilizar. Além disso, ela permite uma comparação direta entre o desempenho de diferentes colaboradores, facilitando a identificação de padrões e tendências dentro da organização. 

A Escala Gráfica também é uma ferramenta útil para fornecer feedbacks mais objetivos, pois permite que eles vejam exatamente onde estão em termos de desempenho em relação aos critérios estabelecidos.

Pontos de atenção: Escala Gráfica

No entanto, é importante ressaltar que a Escala Gráfica também pode ter algumas limitações. 

Por exemplo, ela pode ser vista como muito rígida e inflexível, pois não leva em consideração a complexidade e as nuances do desempenho individual. 

Além disso, a interpretação das pontuações ou classificações atribuídas pode variar entre os gestores, o que pode levar a inconsistências.

5. Avaliação por superior imediato

A Avaliação por superior imediato, também conhecida como Avaliação por Supervisor, é um método tradicional de avaliação de desempenho onde o colaborador é avaliado exclusivamente por seu superior hierárquico direto. 

Neste processo, o gestor imediato utiliza critérios predefinidos, incluindo competências técnicas, comportamentais, metas individuais e contribuições para os objetivos da equipe ou da organização ao longo de um período específico.

Essa avaliação geralmente é realizada por meio de um formulário de avaliação ou sistema de gestão de desempenho, onde o gestor atribui uma pontuação ou classificação para cada competência avaliada.

Prós: Avaliação por superior imediato

A Avaliação por superior imediato oferece vantagens como simplicidade e facilidade de implementação, além de proporcionar um feedback direto e específico aos colaboradores sobre seu desempenho.

É amplamente utilizada como uma ferramenta para apoiar decisões relacionadas à remuneração, promoções, desenvolvimento profissional e planejamento de sucessão. 

Pontos de atenção: Avaliação por superior imediato

No entanto, é importante ressaltar que a Avaliação por superior imediato pode apresentar a necessidade de lidar com questões como subjetividades do gestor, viés de avaliação e falta de uma visão abrangente do desempenho do colaborador. 

Dessa forma, muitas organizações combinam a Avaliação por superior imediato com outras formas de avaliação como a Avaliação 360°, para obter uma visão mais completa e equilibrada do desempenho dos colaboradores.

banner blog mindset agil

6. Avaliação conjunta ou 180°

A Avaliação Conjunta, também conhecida como Avaliação 180°, é um método de avaliação de desempenho que envolve a participação conjunta do colaborador e de seu superior imediato. 

Neste processo, ambos têm a oportunidade de compartilhar suas percepções sobre o desempenho do colaborador, destacando pontos fortes, áreas de melhoria e oportunidades de desenvolvimento. 

Eles discutem o progresso em relação às metas estabelecidas, as competências demonstradas pelo colaborador e quaisquer desafios enfrentados durante o período de avaliação.

Prós: Avaliação conjunta ou 180°

Este método de avaliação é considerado benéfico, porque promove o diálogo aberto e transparente entre o colaborador e seu gestor imediato, incentivando a comunicação e o alinhamento de expectativas. 

Além disso, ele permite que o colaborador participe ativamente do processo de avaliação, assumindo a responsabilidade pelo seu próprio desenvolvimento profissional.

Pontos de atenção: Avaliação conjunta ou 180°

É importante ressaltar que a Avaliação Conjunta requer uma relação de confiança e respeito mútuo entre o colaborador e o gestor imediato para que seja eficaz. 

Ambas as partes devem estar abertas ao feedback construtivo e comprometidas em trabalhar juntas para melhorar o desempenho e alcançar os objetivos estabelecidos. 

7. Avaliação por Competências

A Avaliação por Competências é um método de avaliação de desempenho que se concentra na avaliação das competências individuais dos colaboradores em relação aos requisitos do cargo e às necessidades organizacionais. 

Neste método, as competências são definidas como conjuntos de conhecimentos, habilidades, comportamentos e atitudes que são essenciais para o desempenho de uma determinada função ou papel dentro da organização.

Ela pode utilizar escalas de avaliação, questionários ou entrevistas estruturadas, onde os gestores e avaliadores atribuem uma pontuação ou classificação.

Prós: Avaliação por Competências

Uma das principais vantagens da Avaliação por Competências é sua capacidade de fornecer uma visão clara e objetiva do desempenho do colaborador em relação aos requisitos do cargo e às expectativas da organização. 

Além disso, ela promove uma abordagem mais holística para a avaliação de desempenho, focada no desenvolvimento das competências necessárias para o sucesso no trabalho.

Pontos de atenção: Avaliação por Competências

No entanto, é importante ressaltar que a Avaliação por Competências requer um sistema de gestão bem estruturado e uma definição clara das competências necessárias para cada cargo ou função. 

Além disso, é fundamental que os gestores e avaliadores sejam treinados para realizar avaliações objetivas e imparciais com base nesses aspectos definidos. 

8. Escolha Forçada

A Escolha Forçada é um método de avaliação de desempenho que consiste na escolha de frases que melhor descrevem o desempenho do colaborador em diferentes áreas. 

Neste método, os avaliadores são apresentados a uma lista de declarações ou características relacionadas ao desempenho e selecionam aquelas que melhor descrevem cada colaborador.

Geralmente, esses itens envolvem comportamentos observáveis, habilidades específicas, competências essenciais ou traços de personalidade que são considerados importantes para o cargo ou função. 

Os avaliadores são, então, solicitados a classificar os colaboradores com base nessas características em categorias predefinidas, como “excede as expectativas”, “atende às expectativas” ou “abaixo das expectativas”.

Prós: Escolha Forçada

A Escolha Forçada é projetada para evitar a tendência dos avaliadores em atribuir notas extremas ou consistentemente altas ou baixas para todos os colaboradores. 

Pontos de atenção: Escolha Forçada

No entanto, é importante ressaltar que a Escolha Forçada também pode apresentar algumas restrições de resultado. 

Por exemplo, as opções de escolha podem não capturar completamente a complexidade do desempenho do colaborador, e os avaliadores podem ter dificuldade em fazer escolhas precisas e justas com base nas opções fornecidas. 

Além disso, este método pode não ser adequado para avaliar áreas mais subjetivas ou qualitativas do desempenho, como habilidades de comunicação ou trabalho em equipe.

9. Avaliação de experiência

A Avaliação de Experiência é um método de avaliação de desempenho que se concentra na análise da experiência profissional e no histórico de trabalho de um colaborador como indicador de desempenho. 

Este método considera a trajetória profissional de um colaborador, incluindo suas experiências, níveis de competência adquiridos ao longo do tempo e contribuições para o sucesso de projetos ou tarefas anteriores.

Prós: Avaliação de Experiência

Durante o processo de Avaliação de Experiência, os gestores e avaliadores revisam o currículo, histórico de empregos, certificações, treinamentos e outras experiências profissionais relevantes do colaborador. 

Eles analisam como esse histórico contribui para o sucesso da equipe ou da organização e como ele pode ser aplicado para resolver problemas e alcançar objetivos organizacionais.

Pontos de atenção: Avaliação de Experiência

Embora a Avaliação de Experiência possa fornecer insights valiosos sobre o histórico profissional de um colaborador, é importante reconhecer algumas fragilidades. 

Por exemplo, esse método pode ficar limitado ao avaliar o desempenho atual e as habilidades em evolução do colaborador, uma vez que não considera necessariamente as mudanças no ambiente de trabalho ou as demandas específicas do cargo atual.

Além disso, a Avaliação de Experiência pode ser subjetiva e enviesada, dependendo da interpretação dos gestores sobre a relevância e a qualidade da experiência do colaborador. 

Portanto, muitas organizações combinam a Avaliação de Experiência a outros métodos de avaliação, como Avaliação de Competências, entre outros, para obter uma visão mais completa e equilibrada.

10. Avaliação por Objetivos

A Avaliação por Objetivos é um método de avaliação de desempenho que se concentra na definição e avaliação do desempenho dos colaboradores com base nos objetivos específicos e mensuráveis que foram estabelecidos para eles. 

Durante o processo, os objetivos são estabelecidos no início de um período de avaliação, geralmente anualmente, e são revisados regularmente ao longo do tempo para garantir que permaneçam relevantes e alcançáveis. 

Isso pode incluir metas quantitativas como vendas, produção, lucro, entre outros, bem como metas qualitativas, como melhoria de habilidades, desenvolvimento de liderança, qualidade do trabalho, entre outros.

Ao final do período de avaliação, os gestores e colaboradores se reúnem para revisar o progresso e os resultados alcançados, os desafios enfrentados, as lições aprendidas e as oportunidades de desenvolvimento identificadas.

Prós: Avaliação por Objetivos 

A Avaliação por Objetivos oferece várias vantagens em comparação a outros métodos de avaliação de desempenho. 

Por exemplo, ela promove a clareza e a transparência na definição de expectativas e metas, proporciona uma estrutura para o desenvolvimento profissional e permite uma avaliação objetiva e mensurável do desempenho dos colaboradores em relação aos objetivos estabelecidos.

Pontos de atenção: Avaliação por Objetivos 

A Avaliação por Objetivos pode apresentar algumas limitações, sendo mais adequada para funções e cargos onde os resultados podem ser facilmente quantificados e mensurados. 

Além disso, é fundamental que os objetivos sejam estabelecidos de forma realista e que os colaboradores recebam o suporte necessário para alcançá-los ao longo do período de avaliação.

Qual tipo de avaliação de desempenho é melhor?

Não há um tipo de avaliação de desempenho que seja universalmente considerado o melhor. 

Cada método tem suas próprias vantagens e limitações, e sua indicação pode variar dependendo do contexto organizacional, da cultura da empresa e dos objetivos específicos de avaliação, entre outros aspectos. 

O mais importante é escolher um método que seja adequado à organização e que promova a transparência, a equidade e o desenvolvimento dos colaboradores.

Uma das ferramentas mais importantes na hora de melhorar o desempenho dos colaboradores é o Plano de Desenvolvimento Individual (PDI). Quer saber como construir um na sua empresa? Baixe agora nosso guia completo!

Compartilhe

Receba conteúdos sobre times de alta performance direto no seu e-mail

Aproveite e leia também

Em um mundo corporativo cada vez mais complexo e dinâmico, a busca por abordagens de liderança autênticas e centradas na autogestão tornou-se

A diversidade está ligada à representação demográfica, enquanto a inclusão vai além. Incluir é garantir que toda a diversidade existente na empresa

Imagine uma empresa de alto crescimento que precisa executar transações ou trocar informações com stakeholders do mundo inteiro. Ou até mesmo uma

Nos últimos anos tem sido comum empresas que possuíam vantagens competitivas sólidas se verem ameaçadas (ou “disruptadas”) por empresas menores que não

Quase sempre, as grandes ideias não surgem de uma única pessoa ou função isolada, mas sim da interseção de funções ou pessoas

Os avanços tecnológicos do passado iniciaram as jornadas de transformação digital nas empresas, e serão os próximos avanços que moldarão o futuro

A inteligência artificial (IA) está redefinindo a forma como diversas atividades são conduzidas no ambiente corporativo. Uma de suas aplicações mais importantes

Lao-Tzu, filósofo chinês e fundador do taoísmo, sempre dizia que quem conhece os outros é inteligente, e quem conhece a si mesmo é

 Nos últimos anos, o conceito de ESG (Environmental, Social and Governance) tem ganhado destaque no cenário empresarial global. O aumento significativo nas

Resumo A liderança 4.0 é um novo modelo de liderança para a era digital, focado em tecnologia, adaptabilidade, inovação e pessoas. É

O conceito de produtividade no trabalho tem diferentes perspectivas e significados ao longo da história. Dentre essas perspectivas, a mais popularizada é

Em busca de abordagens de liderança mais eficazes e centradas nas pessoas, a liderança consciente surge como uma proposta inovadora e impactante.

Em um cenário empresarial dinâmico e desafiador, a capacidade de identificar e resolver problemas de forma eficaz é crucial para o sucesso

Em um mundo empresarial em constante evolução, a capacidade de adaptação é mais crucial do que nunca.  Nesta exploração aprofundada, embarcaremos em

Muito se comenta sobre metodologias ágeis e seu retorno para as organizações. E pelos comentários, podemos julgar que elas são a resolução

No contexto dinâmico do cenário profissional atual, a avaliação de desempenho não apenas se destaca como um procedimento padrão, mas se revela

Você já deve ter ouvido falar sobre profissional de alta performance no trabalho. Este profissional destaca-se por conseguir alcançar as metas e

Em um tempo de mudanças rápidas e imprevísiveis como o que vivemos, ficar estagnado não é uma opção. E, quando falamos em

A palavra “ética” vem sendo bastante usada em diversos contextos, desde lugares comuns até ambientes corporativos. Mas então, o que é ética

 A liderança é um componente essencial para o sucesso de qualquer organização, e em um mundo empresarial dinâmico, a abordagem de liderança

O mercado de trabalho moderno é dinâmico e altamente competitivo, exigindo que profissionais atualizem constantemente suas habilidades e competências.   No mundo acelerado

Em tempos de ciclos mais curtos a capacidade de se adaptar é crucial. Nesse cenário, o papel do Agile Coach ganha destaque,

As organizações de todos os portes e segmentos estão passando, nos últimos anos, por mudanças profundas na sua gestão e muitas estão

Com as metas SMART, você aumenta sua probabilidade de sucesso, simplifica suas estratégias e acompanha seus indicadores com muito mais eficiência. E,

A história sobre como o estudo universitário não supre as demandas de mercado, quando o assunto é preparar o profissional com as

A cultura de inovação pode ser considerada uma força que impulsiona o progresso e o sucesso de empresas de todos os portes

Construa uma equipe de Alta Performance

A primeira e única plataforma onde o colaborador aprende enquanto performa e performa enquanto aprende

 

Encontre materiais e conteúdos da FRST