Organograma: o que é, modelos e como fazer

25/03/2024
organograma

Empresas são formadas por pessoas, e cada uma tem uma função e um papel nessa engrenagem. Para que tudo funcione de forma adequada, é preciso delinear uma estrutura de como esses diferentes cargos se relacionam. O organograma é uma ferramenta usada para isso.  

O organograma organiza visualmente a estrutura hierárquica e funcional de uma empresa, tornando-se também uma peça-chave para a tomada de decisões, o planejamento estratégico e a definição de responsabilidades dentro da empresa. 

Neste artigo, você vai conhecer mais detalhes sobre o conceito de organograma e conferir os diferentes modelos disponíveis, além de ver um passo a passo de como criar um eficiente para a sua organização. Saiba mais e aproveite a leitura!  

O que é um organograma? 

Um organograma é uma representação gráfica da estrutura organizacional de uma empresa. Ele mostra a hierarquia das diferentes unidades, departamentos, cargos e suas interrelações.  

Basicamente, um organograma fornece uma visão visual de todos os cargos que existem em uma empresa, qual é a estrutura hierárquica e como funciona a comunicação entre cada função dentro de um empreendimento. 

O que deve ter em um organograma? 

Um organograma deve conter informações claras e precisas sobre a estrutura organizacional da empresa. Dentre os elementos essenciais que devem estar presentes na elaboração desse mapa, destacamos:  

  • Departamentos e unidades: identificam todos os principais departamentos da organização, como produção, vendas, marketing, recursos humanos, etc.;  
  • Cargos e funções: listam os cargos e as funções de cada posição dentro da organização, ajudando a esclarecer quem é responsável pelo que;  
  • Linhas de autoridade: indicam claramente quem reporta para quem dentro da estrutura, ou seja, como funciona a hierarquia e as relações de supervisão na empresa;  
  • Linhas de comunicação: representam os relacionamentos entre os diferentes cargos, departamentos e unidades; 
  • Níveis hierárquicos: mostram os diferentes níveis hierárquicos dentro da organização, indicando a ordem de importância e autoridade;  

Quais são os principais modelos de organograma? 

Existem vários tipos de organograma, cada um adequado para diferentes modelos de negócios, empresas e também seus objetivos de negócio.  

Conheça, a seguir, os modelos de organograma mais conhecidos.  

Organograma Hierárquico ou Vertical 

Também conhecido como modelo clássico, o organograma vertical é o mais comumente visto, aquele em que as diferentes unidades e cargos são organizados verticalmente, mostrando a hierarquia e a cadeia de comando dentro da empresa.  

Ou seja, é aquele que mostra, por exemplo, uma organização como: CEO => diretor => gestor de área => coordenador => analista => estagiário. Esse tipo é útil para entender a estrutura de autoridade e as relações de subordinação. 

Organograma Funcional 

Este modelo pode parecer, visualmente, semelhante ao vertical, mas seu objetivo é organizar os cargos e departamentos da empresa com base nas funções e papéis de cada um, de modo a mostrar como funciona o fluxo de trabalho. Sendo assim, ele é muito usado para destacar a divisão de trabalho dentro da organização. 

Organograma Matricial 

Mais uma vez, o tipo de organograma matricial pode parecer vertical ou clássico à primeira vista, mas sua função é outra.  

Pode-se dizer que este modelo combina aspectos do funcional e do hierárquico, mostrando tanto as relações funcionais quanto as de hierarquia. Contudo, seu foco é mostrar como cada pessoa ou área se encaixa nos processos ou projetos.  

Por isso, ele é comumente utilizado em empresas que têm equipes multidisciplinares trabalhando em projetos específicos. 

Organograma Circular 

Muito utilizado em empresas modernas, o modelo circular dispõe cargos em uma hierarquia mais suave, com a posição com o nível mais alto de autoridade no centro e os demais níveis ao redor. Esse tipo é adotado por empresas que buscam enfatizar a importância do líder central e a interconexão entre os diferentes departamentos. 

Organograma de Rede ou Horizontal 

Ao contrário do organograma vertical, este tipo de organograma representa as relações entre os departamentos e cargos de forma mais horizontal, destacando a colaboração e a comunicação entre as diferentes áreas da organização.  

Aqui, o foco não é na hierarquia, mas na divisão de responsabilidade, o que estimula a autonomia e autogestão.  

Para que serve um organograma? 

Um organograma é útil para fornecer uma representação visual da estrutura hierárquica e funcional da empresa, permitindo que tanto pessoas externas como os próprios colaboradores entendam com maior facilidade como a organização funciona e quais são seus componentes. 

Um organograma também ajuda a definir claramente as responsabilidades de cada indivíduo ou departamento dentro da organização, mostrando quem reporta para quem e quem é responsável por quais áreas. Com isso, a comunicação entre pessoas e departamentos se torna mais eficiente.  

Além disso, o organograma é uma ferramenta valiosa para o planejamento estratégico e para a liderança. Por exemplo, esse mapa visual facilita o trabalho dos Recursos Humanos na hora de elaborar o recrutamento, a seleção e o treinamento de novos profissionais.  

Da mesma maneira, o organograma pode ser usado como suporte para avaliar o desempenho individual e coletivo dentro da organização, ajudando os gestores a identificar áreas de sucesso e possíveis problemas. 

Como criar organogramas? 

Confira alguns passos básicos que você pode dar para elaborar um organograma para sua empresa.  

1. Mapeie a estrutura organizacional 

Antes de começar a criar o organograma, é importante entender a estrutura organizacional da empresa. Mapeie e registre todos os diferentes departamentos, unidades, cargos, nomes e suas relações hierárquicas. 

2. Escolha o tipo de organograma 

Com base na estrutura organizacional pesquisada e nos objetivos da empresa, escolha o modelo de organograma mais adequado para a situação, seja funcional, hierárquico, horizontal, etc.  

3. Desenhe o organograma 

Com as informações coletadas, comece desenhando o organograma, colocando o cargo mais alto (como CEO ou presidente) no topo e os níveis inferiores de autoridade abaixo ou lateralmente, considerando o modelo escolhido.  

Use formas e linhas para representar cada departamento, unidade e cargo, e conecte-os de acordo com suas relações hierárquicas. 

4. Compartilhe e atualize 

Uma vez que esteja finalizado, compartilhe-o com os membros relevantes da equipe e atualize-o conforme houver mudanças na estrutura organizacional ou nos cargos da empresa. É fundamental que esse documento esteja sempre acessível para consulta de todos.  

Organogramas têm a importante função de mostrar e formalizar a estrutura de uma empresa e a forma como os diferentes cargos se relacionam. Ao criar e utilizar essa ferramenta de forma eficaz, as empresas podem melhorar a eficiência operacional, promover um ambiente de trabalho mais transparente e orientado para resultados e garantir uma gestão mais estratégica e bem-sucedida. 

E já que estamos falando em formas de organizar uma empresa, que tal aprender como criar um processo de desenvolvimento de novas lideranças? Saiba como em nosso ebook exclusivo!

pipeline lideranca

Compartilhe

Receba conteúdos sobre times de alta performance direto no seu e-mail

Aproveite e leia também

Em um mundo corporativo cada vez mais complexo e dinâmico, a busca por abordagens de liderança autênticas e centradas na autogestão tornou-se

A diversidade está ligada à representação demográfica, enquanto a inclusão vai além. Incluir é garantir que toda a diversidade existente na empresa

Imagine uma empresa de alto crescimento que precisa executar transações ou trocar informações com stakeholders do mundo inteiro. Ou até mesmo uma

Nos últimos anos tem sido comum empresas que possuíam vantagens competitivas sólidas se verem ameaçadas (ou “disruptadas”) por empresas menores que não

Quase sempre, as grandes ideias não surgem de uma única pessoa ou função isolada, mas sim da interseção de funções ou pessoas

Os avanços tecnológicos do passado iniciaram as jornadas de transformação digital nas empresas, e serão os próximos avanços que moldarão o futuro

A inteligência artificial (IA) está redefinindo a forma como diversas atividades são conduzidas no ambiente corporativo. Uma de suas aplicações mais importantes

Lao-Tzu, filósofo chinês e fundador do taoísmo, sempre dizia que quem conhece os outros é inteligente, e quem conhece a si mesmo é

 Nos últimos anos, o conceito de ESG (Environmental, Social and Governance) tem ganhado destaque no cenário empresarial global. O aumento significativo nas

Resumo A liderança 4.0 é um novo modelo de liderança para a era digital, focado em tecnologia, adaptabilidade, inovação e pessoas. É

O conceito de produtividade no trabalho tem diferentes perspectivas e significados ao longo da história. Dentre essas perspectivas, a mais popularizada é

Em busca de abordagens de liderança mais eficazes e centradas nas pessoas, a liderança consciente surge como uma proposta inovadora e impactante.

Em um cenário empresarial dinâmico e desafiador, a capacidade de identificar e resolver problemas de forma eficaz é crucial para o sucesso

Em um mundo empresarial em constante evolução, a capacidade de adaptação é mais crucial do que nunca.  Nesta exploração aprofundada, embarcaremos em

Muito se comenta sobre metodologias ágeis e seu retorno para as organizações. E pelos comentários, podemos julgar que elas são a resolução

No contexto dinâmico do cenário profissional atual, a avaliação de desempenho não apenas se destaca como um procedimento padrão, mas se revela

Você já deve ter ouvido falar sobre profissional de alta performance no trabalho. Este profissional destaca-se por conseguir alcançar as metas e

Em um tempo de mudanças rápidas e imprevísiveis como o que vivemos, ficar estagnado não é uma opção. E, quando falamos em

A palavra “ética” vem sendo bastante usada em diversos contextos, desde lugares comuns até ambientes corporativos. Mas então, o que é ética

 A liderança é um componente essencial para o sucesso de qualquer organização, e em um mundo empresarial dinâmico, a abordagem de liderança

O mercado de trabalho moderno é dinâmico e altamente competitivo, exigindo que profissionais atualizem constantemente suas habilidades e competências.   No mundo acelerado

Em tempos de ciclos mais curtos a capacidade de se adaptar é crucial. Nesse cenário, o papel do Agile Coach ganha destaque,

As organizações de todos os portes e segmentos estão passando, nos últimos anos, por mudanças profundas na sua gestão e muitas estão

Aprenda a gerir o planejamento financeiro do seu negócio encontrando oportunidades de otimização. O que você irá encontrar nesse material: 1. Identificar

Liderança e gestão de pessoas são conceitos essenciais dentro do contexto organizacional, cada um com seu papel distinto, mas intrinsecamente relacionados.  Enquanto

Podcast First Things FRST: O poder das plataformas, com participação de Rodolfo Chung – Temporada 2, episódio 1 Chegou o 1º episódio

Construa uma equipe de Alta Performance

A primeira e única plataforma onde o colaborador aprende enquanto performa e performa enquanto aprende

 

Encontre materiais e conteúdos da FRST